Transportando o Brasil +
  • Em defesa da aposentadoria, trabalhadores devem pressionar deputados a votarem contra a Reforma da Previdência
  • RN: Rodoviários de Natal lançam site para contribuir na luta da classe trabalhadora
  • Campanha "Quero viver depois de trabalhar" defende a aposentadoria
  • SP: Sem negociação na Campanha Salarial, metroviários decretam estado de greve
  • Meta fiscal do governo Bolsonaro vai aumentar desemprego e crise econômica
Agência

Com "reforma da Previdência" jovem vai se aposentar com 67 anos, mesmo se contribuir por 40 anos

Bolsaronaro deixa a vida das pessoas em segundo plano

Bolsonaro acaba com a Política de Valorização do Salário Mínimo

Trabalhadores, aposentados e pensionistas não terão mais aumento real e poder de compra do mínimo vai cair muito. Se a política fosse mantida, piso em 2020 seria de R 1.051,00. Bolsonaro baixou para R$ 1.040,00

Trabalhadoras em transportes participam de reunião do Coletivo Estadual de Mulheres da CUT/SP

Atividade está debatendo os impactos da reforma da previdência para as mulheres

Portuários cobram mais uma vez solução definitiva pra o Portus

Mais de 10 mil trabalhadores fazem parte do Fundo de Pensão

Sorocaba: No 1º de maio, Rodoviários irão realizar tradicional torneio de futebol em duas cidades

O objetivo é dar oportunidade para que mais trabalhadores possam participar desse dia de confraternização

Campanha Salarial: Infraero oferece reajuste zero e corte direitos e Aeroportuários vão pedir mediação do TST

A vigência do atual acordo coletivo termina em 30 de abril

Aeroportuários ganham ação da Infraero contra a MP nº 873/2019

A MP ofende a liberdade sindical e contraria a Constituição Federal

Vitória da organização dos trabalhadores: Rodoviários do Espírito Santo ganham ação contra a MP nº 873/2019

Diante disso, as empresas de transporte vão continuar fazendo o desconto das contribuições sindicais na folha de pagamento dos trabalhadores, como prevê a Constituição

Pesquisa
Em apenas três meses de gestão, presidente de extrema direita já ostenta o título de mais mal avaliado desde 1995
Mulher
Se reforma passar, o tempo mínimo de contribuição sobe de 15 anos para 20 anos e as trabalhadoras vão receber apenas 60% do valor do benefício

Vídeos

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: