Sorocaba: Encontro de Agentes de Bordo defende humanização para melhorar a qualidade do transporte público

Mais de 370 trabalhadores participaram da atividade realizada pelo Sindicato dos Rodoviários

Por: Do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba
Publicação: 01/02/2016
Imagem de Sorocaba: Encontro de Agentes de Bordo defende  humanização para melhorar a qualidade do transporte público

Foto: Sindicato

Ampliar a qualidade do serviço prestado no transporte público urbano ao mesmo tempo em que coíbe a evasão de renda. Essas são algumas das atribuições da função de agente de bordo que foram amplamente debatidas no 2º Encontro de Capacitação e Formação de Agentes de Bordo realizado pelo Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, nos dias 28 e 29 de janeiro, no salão de festas do Pesqueiro Vitória, em Brigadeiro Tobias.

Durante os dois dias de encontro, os mais de 370 agentes de bordo dos sistemas de transporte público nos municípios de Sorocaba e de Votorantim tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais a luta sindical pela retomada de mais um trabalhador no interior dos coletivos urbano e assistir à palestra do antropólogo e professor Luiz Marins sobre "Humanização do sistema de transporte por meio do agente de bordo".

Na saudação inicial, o vice-presidente do Sindicato vereador Francisco França ressaltou o compromisso da entidade na busca por um transporte público de qualidade. A história da luta pela conquista do agente de bordo foi apresentada pelo presidente do Sindicato Paulo João Estausia.

"Nós lutamos para criar a função de agente de bordo como forma de solucionar os problemas surgidos com a implantação das catracas eletrônicas nos anos 1990. Quando os cobradores foram demitidos, os motoristas ficaram sobrecarregados, aumentou a ação dos pula-catracas e falsificação de passagem, a violência e o desrespeito nos coletivos. Para resolver essas questões avaliamos ser necessária a presença de mais um trabalhador no interior dos ônibus, no caso os agentes de bordo", explicou Paulinho.

O professor Luiz Marins, reconhecido nacional e internacionalmente por suas palestras sobre comportamento e motivação, falou que a função de agente de bordo está em consonância com a tendência mundial de as pessoas passarem a se locomover mais por transporte público coletivo. Luiz Marins explicou que diversas pesquisas realizadas em toda parte do mundo, inclusive na Universidade de São Paulo (USP), apontam que a classe média não anda de transporte coletivo por medo de passar mal e não ter ninguém para socorrer e a função do agente de bordo vem para resolver essa questão.

O professor também ressaltou que a função de agente de bordo humaniza o serviço público e essa questão está em sintonia com o enfrentamento à cultura do descarte. Segundo Luiz Marins, há uma cultura do descarte, muito estudada na academia, que avalia que a sociedade virou muito utilitarista e materialista e as pessoas são vistas como caixa de ferramenta que usa e, se não serve mais, joga fora. "As pessoas perderam seu significado e o mundo todo busca mudar isso. A função de agente de bordo está em consonância com esse esforço de mudança e pode até ser replicado em todas as partes", falou Luiz Marins.

Para consolidar a função, Luiz Marins disse aos atentos trabalhadores que eles precisam surpreender os passageiros, fazer o que as pessoas não esperam. "Se vocês estiverem mergulhados em sua função, se cada um de vocês realmente querer é possível sim transformar a função de agente de bordo em uma função tão essencial quanto é a do motorista."

Formação constante

A Urbes - Trânsito e Transportes, empresa pública responsável por gerenciar o sistema de transporte no município de Sorocaba, participou do encontro e o classificou como importante para a melhoria dos serviços prestados no transporte público.

Além da palestra do professor Marins, os agentes de bordo tiveram uma palestra sobre introdução aos primeiros-socorros ministrada pelo 1º Sargento PM do 15º Grupamento de Bombeiros Clóvis Luiz dos Santos.

O secretário-geral do Sindicato dos Rodoviários, Gileno dos Santos, cobrou mais empenho do poder público e das empresas no desempenho e na assistência aos agentes de bordo.

O diretor financeiro do Sindicato, Adalberto de Souza Carvalho, Dadá, disse que a intenção do Sindicato é realizar cursos periódicos para o aperfeiçoamento de todas as atribuições da função.

"Nós também queremos um transporte público de qualidade e com baixas tarifas. Nossa contribuição para isso é melhorar o serviço prestado por meio do agente de bordo que está para orientar as pessoas e ajudar os idosos e portadores de necessidades especais. Por isso iremos investir na qualificação dos trabalhadores para fortalecer a função", explica Dadá.
O 2º Encontro de Capacitação e Formação de Agentes de Bordo foi realizado pelo Sindicato dos Rodoviários e teve o apoio da Urbes, do Corpo de Bombeiros e das empresas do transporte urbano STU e Consor (Sorocaba) e São João (Votorantim).

 

 

 

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email:

Filiados