Petrobras atinge o maior valor de mercado desde 2012

A estatal registrou R$ 288,9 bilhões


Publicação: 01/09/2014
Imagem de Petrobras atinge o maior valor de mercado desde 2012

Foto: divulgação

A Petrobras atingiu R$ 288,9 bilhões em valor de mercado na última quarta-feira (27), de acordo com dados da Bloomberg. Esse total representa ao maior valor de mercado da companhia desde 27 outubro de 2012, quando foi registrado R$ 294,2 bilhões. 

A companhia emitiu nota dizendo que o crescimento do valor de mercado foi influenciado por alta das ações ordinárias (com direito a voto em assembleias da empresa) e das ações preferenciais (sem direito a voto e com prioridade na distribuição de dividendos).

No fechamento do pregão de quarta-feira, as ações preferenciais eram comercializadas a R$ 22,84, enquanto as ações ordinárias chegaram a R$ 21,62. 

Desde o início de agosto a Petrobras é a empresa com maior valor de mercado no Brasil. A empresa assumiu o primeiro lugar no ranking de valor de mercado no pregão de 5 de agosto, quando chegou a R$ 247 bilhões. 

Pré-sal tem os poços mais produtivos do País

A companhia também informou na quarta-feira (29) que os poços de petróleo mais produtivos do Brasil estão no pré-sal. Na comparação com a produtividade de outras áreas similares no mundo, o pré-sal da Bacia de Santos, com média de 25 mil bpd, assume a liderança.

No Mar do Norte, a média é 15 mil barris de petróleo por poço/dia e, no Golfo do México, são 10 mil barris de petróleo por poço/dia. Até o mês de julho de 2014, as áreas de pré-sal da Bacia de Santos contavam com 28 poços produtores, sendo 13 da Bacia de Santos e 15 da Bacia de Campos.

Os bons resultados dos poços do pré-sal fizeram com que a região atingisse o recorde diário de 546 mil barris produzidos no dia 13 de julho. O número ultrapassou em 5% o recorde anterior de 24 de junho, quando a produção foi de 520 mil barris.

De acordo com o comunicado da empresa, o melhor reservatório de hidrocarbonetos do País produz em média 34 mil barris por dia e está localizado no campo de Sapinhoá, na Bacia de Santos.

O poço é um dos quatro interligados a A Unidade de Flutuante de Produção e Armazenamento (FPSO - Floating Production Storage Offloading Unit, em inglês) Cidade de São Paulo, que atingiu sua capacidade máxima de produção (120 mil barris por dia) em julho, com apenas quatro poços.

A superação das previsões iniciais também aconteceu com a plataforma Cidade de Angra dos Reis, no campo de Lula. Inicialmente, a previsão era de que ela atingisse sua capacidade, de 100 mil barris por dia, por meio de seis poços. Mas foram necessários apenas quatro, cada um produzindo cerca de 24 mil barris por dia, para chegar à marca. 

Segundo informações da Petrobras, até o final de 2018, devem ser instaladas 20 novas plataformas na região, sendo 19 na Bacia de Santos. Isso elevará a contribuição do pré-sal para 52% da produção total da companhia. Das reservas provadas da Petrobras no Brasil (16 bilhões de barris de óleo equivalente), 27% estão no pré-sal.

Com informações do Portal Brasil 

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email:

Filiados