Caminhoneiros divulgam abaixo-assinado em defesa da CPI na Petrobras

A decisão em apoiar o pedido faz parte da agenda de lutas aprovada no último Encontro Nacional dos Caminhoneiros, realizado no dia 18 de setembro, em Brasília.

Por: Viviane Barbosa, Redação CNTTL
Publicação: 28/09/2021
Imagem de Caminhoneiros divulgam abaixo-assinado em defesa da CPI na Petrobras

card-Mídia Consulte

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL), o Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) e a Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava) – entidades representativas dos caminhoneiros no Brasil - elaboraram um abaixo-assinado em defesa da abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Petrobras.

A decisão em apoiar o pedido faz parte da agenda de lutas aprovada no último Encontro Nacional dos Caminhoneiros, realizado no dia 18 de setembro, em Brasília.

No abaixo-assinado, as entidades “reforçam o pedido" do deputado Paulo Ramos (PDT-RJ) pela criação dessa CPI que foi encaminhado à Câmara dos Deputados, em 2 de setembro.

Para as organizações dos caminhoneiros, o objetivo da CPI na Petrobras é analisar as absurdas vendas de ativos da estatal brasileira, bem como sua política de preços conhecida como Preço de Paridade de Importação (PPI).

O diretor da CNTTL e presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Carga de Ijuí-RS, Carlos Alberto Litti Dahmer, reforça a importância da criação dessa CPI ao informar que os caminhoneiros não aguentam mais tanta exploração. “Em 2018 o Brasil parou porque o diesel estava em R$ 2,93/litro. Hoje, o diesel subiu para R$ R$ 4,50 /litro e os fretes pagos pelo transporte de cargas são os mesmos de 2018: 60% do valor do frete é gasto com combustível. É importante que se faça uma revisão da política de preços do óleo diesel da Petrobras”, argumenta Litti.

Formato digital e impresso

As entidades criaram um abaixo-assinado digital (abaixo) que está sendo compartilhado em grupos de WhatsApp, Facebook de caminhoneiros e também elaboraram uma versão impressa para coletar nos pontos de paradas e durante as viagens dos motoristas. “Temos certeza que essa CPI, se bem conduzida, trará à tona importantes fatos que afetam diretamente não só nossa categoria como a toda sociedade brasileira”, destaca documento do abaixo-assinado da CNTTL, ABRAVA e CNTRC.

Acesse aqui o abaixo-assinado digital

Acesse aqui o abaixo-assinado versão para impressão


 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: