Sorocaba: Empresas do transporte urbano pagam adiantamento salarial e protesto é suspenso

Os trabalhadores(as) em transportes estão entre as categorias com maior risco de contágio por Covid-19.

Por: Fabiana Caramez, Rodoviários de Sorocaba
Publicação: 23/07/2020
Imagem de Sorocaba: Empresas do transporte urbano pagam adiantamento salarial e protesto é suspenso

foto: Sindicato

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informa que as empresas que operam o transporte urbano em Sorocaba, CONSOR e STU, pagaram no início da tarde desta quinta-feira (23) o adiantamento salarial que estava atrasado.

Dessa forma, o protesto dos trabalhadores e trabalhadoras em transporte urbano está suspenso. O pagamento do "vale" era para ter sido realizado no dia 21 deste mês, como determina o acordo coletivo de trabalho da categoria. 

Não pagamento do acordo da MP 936 pode levar categoria à greve

O Sindicato dos Rodoviários alerta que permanece o problema relacionado ao pagamento da diferença salarial dos meses da pandemia, que ficou em atraso e no acordo coletivo de trabalho de adesão à Medida Provisória 936/2020 (Lei 14.020 de 06 de julho de 2020) ficou para ser acertado nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro.

Uma audiência de conciliação foi realizada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 15ª Região, por videoconferência, na terça-feira (21), com a participação do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, as empresas CONSOR e STU, a Prefeitura de Sorocaba e a Urbes – Trânsito e Transportes para tentar resolver essa questão.

“A categoria é diariamente exposta à contaminação pelo coronavírus e não é justo ficarem com os salários atrasados. Se não ocorrer o pagamento corretamente no 5º dia útil de agosto, os trabalhadores irão paralisar as atividades por tempo indeterminado”, informa Adalberto, presidente em exercício do Sindicato.

Os trabalhadores(as) em transportes estão entre as categorias com maior risco de contágio por Covid-19, tanto que os testes realizados após solicitação do Sindicato apontaram uma contaminação de praticamente 7% da categoria.

Para decidir essa questão, uma reunião entre Sindicato dos Rodoviários, empresas, Prefeitura de Sorocaba e Urbes ficou agendada para o dia 27 de julho, às 15h, na Urbes. 

A audiência no TRT-15ª foi presidida pela vice-presidente do Tribunal, desembargadora dra. Tereza Aparecida Asta Gemignani, e o Ministério Público do Trabalho esteve representado pelo procurador do Trabalho dr. Nei Messias Vieira.


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
WhatsApp Redação: (11) 96948-7446


Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
Modalcast https://spoti.fi/2YAFWKn #Episódio 4

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: