Belo Horizonte: Metroviários anunciam paralisação com escala mínima para defender a vida de todos contra COVID-19

Em assembleia virtual, realizada no dia (22), 82,9% da categoria aprovou essa medida que começa nesta quarta-feira (24).

Por: Viviane Barbosa, da Redação da CNTTL
Publicação: 23/06/2020
Imagem de Belo Horizonte: Metroviários anunciam paralisação com escala mínima para defender a vida de todos contra COVID-19

card do Sindicato

O Sindimetro-MG (Sindicato dos Empregados em Transporte Metroviários de Minas Gerais) informa que a categoria  fará a partir desta quarta-feira (24) greve com escala mínima de funcionamento nas estações. 

A decisão foi aprovada por 82,9% dos trabalhadores e trabalhadoras em assembleia virtual, realizada pelo Sindicato no último sábado, dia 21. 

A medida foi tomada para conter o aumento da contaminação do novo coronavírus (COVID-19) na capital. Um estudo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) mostra que a população mineira contaminada é duas vezes e meia maior que os registros confirmados de infectados em todo o estado, ou seja, mais de 50 mil pessoas estavam contaminadas pelo vírus na cidade. 

Afrouxamento das medidas de isolamento social

O presidente do Sindicato, Romeu José Machado Neto, conversou com o Portal da CNTTL e disse o aumento de casos vem crescendo porque a Prefeitura de Belo Horizonte afrouxou as medidas de isolamento faz duas semanas e com isso cresceram os casos de contaminação, óbitos e de leitos ocupados na cidade.

O sindicalista também alerta que a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos)  acompanhou esse afrouxamento da Prefeitura e ampliou o horário de funcionamento do metrô.

"Com isso tivemos que adotar medidas mais drásticas já que a empresa não garantiu a segurança necessária para os trabalhadores e pela própria natureza da atividade que é o transporte de pessoas", explica.

Os metroviários sentiram o aumento de pessoas nas estações: em 30 de março, quando as medidas de isolamento social eram mais firmes, o metrô transportava em média 23 mil pessoas por dia, hoje com o afrouxamento subiu para 50 mil. Antes da pandemia de COVID-19, eram transportadas 170 mil usuários por dia.

Como funcionará o Metrô

De acordo com a decisão aprovada pela  categoria metroviária, o metrô irá funcionar a partir desta quarta-feira em dois horários: das 6h às 9h e de 16h30 às 20h. Também haverá revezamento das áreas de manutenção e home-office para a administração.

O Sindicato ainda informa que essa escala de trabalho já foi adotada pela CBTU-BH até 24 de maio e que será mantida até que medidas mais restritivas sejam adotadas.


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
WhatsApp Redação: (11) 96948-7446


Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
Modalcast https://spoti.fi/2YAFWKn #Episódio 4

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: