Bahia: Rodoviários conquistam reajuste de 2,46% e manutenção de todos direitos na Convenção Coletiva de Trabalho

A renovação da CCT irá beneficiar cerca de 15 mil motoristas, cobradores e trabalhadores no setor e a vigência é até 31 de abril de 2021.

Por: Viviane Barbosa, da Redação da CNTTL
Publicação: 01/06/2020
Imagem de Bahia: Rodoviários conquistam reajuste de 2,46% e manutenção de todos direitos na Convenção Coletiva de Trabalho

negociação virtual mediada pelo TRT - foto: Comunicação Sindicato dos Rodoviários da Bahia

A Campanha Salarial 2020 dos rodoviários da Bahia no transporte urbano de passageiros encerrou com vitória. Na última sexta-feira, 29 de maio, o Sttroba (Sindicato da categoria) e as empresas de transportes realizaram negociação virtual, que foi mediada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que chegou a bom acordo com avanços em cláusulas econômicas.

Os rodoviários aprovaram a proposta de Acordo, em assembleia virtual, que garante o reajuste salarial de 2,46% nos salários – referente à reposição da inflação da data-base 1º de maio, no tíquete alimentação e em todas as demais cláusulas econômicas.  

“Em meio à pandemia do novo Coronavírus, que atinge o Brasil e o mundo, a categoria rodoviária foi à luta. Conquistamos a manutenção de nossos direitos garantidos na Convenção Coletiva de Trabalho. Uma grande vitória em meio a diversas categorias que pelejaram para não terem perdas econômicas, já que muitas negociações salariais foram postergadas para o ano de 2021”, disse nota do Sindicato.

Mais conquistas
O Sindicato informa que os trabalhadores conquistaram o direito à conversão de horas extras em folgas, possibilitando ao operador obter dias sequenciais de descanso através da conversão das horas excedentes na jornada em dias de folgas, mesmo em período festivo. 

O profissional deverá solicitar com antecedência de até 48 horas , observada a demanda, a compensação das horas extras em dias de folgas. 

Essa conversão só valerá para as horas normais (feriados continuam a 100%) e caso as empresas não compensem as extras em um prazo máximo de 12 meses, o pagamento deverá ser feito em dinheiro, podendo criar uma espécie de 14° salário para o trabalhador. 

“Mesmo diante da maior crise epidemiológica do século conquistamos a unidade entre os trabalhadores, que mesmo distantes fisicamente, conseguiram arrancar dos patrões uma proposta histórica não só para nossa categoria, mas para todo o movimento sindical brasileiro”, disse o presidente do Sindicato e diretor da CNTTL, Helio Ferreira.

A renovação da Convenção Coletiva de Trabalho do Sindicato irá beneficiar cerca de 15 mil motoristas, cobradores e trabalhadores no setor e a vigência é até 31 de abril de 2021.

Agradecimentos
O Sindicato parabeniza o Departamento jurídico, sob a coordenação da Dra. Lilian Reis e Dr. Nei Viana, que agiram com maestria na condução do processo jurídico da campanha. 

A entidade também agradece à representante do Ministério Público do Trabalho, Dra Ana Emília, e a desembargadora e presidente do Tribunal Regional do Trabalho, Dra. Dalila Nascimento Andrade, que construíram essa proposta com bastante equilíbrio e lucidez. 
 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
WhatsApp Redação: (11) 96948-7446


Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
Modalcast https://spoti.fi/2YAFWKn #Episódio 4

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: