Guarulhos: Aeroportuários no GRU Airport aprovam Acordo Coletivo de Trabalho em assembleia virtual

Segundo a votação virtual, 528 trabalhadores aprovaram a proposta de ACT, 18 rejeitaram e 39 votaram nulo.

Por: Viviane Barbosa, da Redação da CNTTL
Publicação: 15/05/2020
Imagem de Guarulhos: Aeroportuários no GRU Airport aprovam Acordo Coletivo de Trabalho em assembleia virtual

tabela da votação do SINA

A maioria dos aeroportuários no Aeroporto Internacional de São Paulo, o GRU Airport localizado na cidade de Guarulhos, aprovou nesta sexta-feira (15) em assembleia virtual a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho negociada entre o SINA (sindicato da categoria) e a concessionária. A data-base da categoria é 1º de maio.

Segundo a votação virtual, 528 trabalhadores concordaram com a proposta de ACT, 18 rejeitaram e 39 votaram nulo.

A proposta aprovada garante estabilidade  provisória para 97% da categoria até 31 de julho e prorroga o Acordo Coletivo até 2022.  “Conquistamos a manutenção do nosso Acordo por dois anos, garantindo cláusulas semelhantes  às da Infraero, sem perda de nenhum benefício social”, disse ao Portal da CNTTL, Marcelo Tavares, diretor jurídico do Sindicato. 

Tavares conta que não haverá reajuste salarial, mas explica que a manutenção de todos os direitos conquistados no ACT em tempos de crise econômica agravada pelo  novo coronavírus (COVID-19) é uma vitória para categoria.

“Não ficamos contentes com o congelamento salarial, mas desde o início da pandemia, essa Concessionária não fez suspensão de nenhum contrato e nem reduziu a jornada e o salário dos trabalhadores. A categoria aprovou a continuidade das nãos reduções até 31 de outubro”, conta.

O sindicalista destaca que o importante é que o SINA manteve todos contratos de trabalho, sem a redução de salário. “Se fizermos um cálculo é melhor ter um contrato ativo do que receber um percentual mínimo de aumento”, frisa.

Outro avanço aprovado é que o GRU Airport concederá um abono de sete dias para as trabalhadoras que sofrerem de violência doméstica. 

Adaptação 

Essa foi a primeira assembleia virtual realizada pelo SINA. Para o presidente, Francisco Lemos, a realização remota das assembleias e ações sindicais, diante do desafio de evitar a disseminação do coronavírus ( COVID-19) será essencial .  “Essa migração é  importante para a sobrevivência da luta. A partir de agora, a adoção de métodos e dinâmicas virtuais será muito maior”, finaliza.


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
WhatsApp Redação: (11) 96948-7446


Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
Modalcast https://spoti.fi/2YAFWKn #Episódio 4

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: