FENAMETRO esclarece mortes por COVID-19 e divulga balanço de São Paulo

Segundo o Sindicato dos Metroviários de SP, até o momento foram afastados 111 funcionários com sintomas de COVID-19 e nenhum óbito de metroviário da ativa foi registrado.

Por: Viviane Barbosa, da Redação da CNTTL
Publicação: 22/04/2020 às 18:26 - Atualização: 22/04/2020 às 18:44
Imagem de FENAMETRO esclarece mortes por COVID-19 e divulga balanço de São Paulo

Metrô de SP - foto: Google

A Fenametro (Federação Nacional dos Metroferroviários) divulgou nota nesta quarta-feira (22) para esclarecer à imprensa e à população sobre a situação da saúde dos trabalhadores metroviários que estão trabalhando diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19) no estado de São Paulo.

A Federação foi "surpreendida" com a  notícia do Jornal "Agora  São Paulo", do grupo Folha, reproduzida em vários veículos, da morte de dois metroviários em razão da COVID-19. A entidade esclarece que não passou as informações, mas orientou que o Jornal procurasse o Sindicato dos Metroviários de SP para quaisquer apurações e confirmações.

Segundo a entidade, trata-se do caso de um ex-funcionário do Metrô, que aderiu ao PDV, e o outro foi de um funcionário que estava afastado da empresa por motivos de saúde.

“Reafirmamos a nossa posição em defesa da utilização do Transporte Público para serviços essenciais, bem como a liberação da catraca neste momento de pandemia e o afastamento social, com exames suficientes para todos os metroviários e terceirizados. Também continuaremos a luta para que o Metrô forneça equipamentos de proteção individual para os trabalhadores metroviários estão trabalhando no transporte dos passageiros”, cita trecho da nota, assinada pelo presidente da Federação, Celso Trapaga Borba.

Levantamento

A Fenametro encaminhou ofício aos Metrôs e aos governos de outros estados, para verificar casos de contaminação de trabalhadores por coronavírus. Até o momento: na CBTU até o dia 17/4 havia 1 caso confirmado em Recife e 3 casos suspeitos; 2 suspeitos em BH e pelo menos um caso confirmado no Metrô de Distrito Federal.

Levantamento preliminar dos Metroviários de SP revela que até o momento foram afastados 111 funcionários com sintomas de COVID-19 e nenhum óbito de metroviário da ativa foi registrado.

No Brasil, a Federação representa cerca de 18 mil trabalhadores metroviários e terceirizados, sendo que desse total 8.256 são da base do Sindicato dos Metroviários de São Paulo.

 
Confira abaixo os dados dos Metroviários de São Paulo:

- Confirmados por exame ou clinicamente: 38;
- Suspeitos com sintomas: 31;
- Afastados por terem tido contato com outro contaminado: 30;
- Nenhum óbito confirmado de metroviário na ativa.

Subtotal de 99 afastamentos.

- Trabalhadores terceirizados (contém subnotificação):
- 4 casos confirmados;
- 8 suspeitos.

- Subtotal de 12 afastamentos

Total geral de 111 afastamentos.
 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: