Uberlândia: Trabalhadores no transporte público anunciam paralisação na próxima semana

O presidente Sinttrurb, Márcio Dúlio de Oliveira, disse que a categoria não aceitará retrocessos em suas conquistas.

Por: Viviane Barbosa, da Redação da CNTTL
Publicação: 18/02/2020
Imagem de Uberlândia: Trabalhadores no transporte público anunciam paralisação na próxima semana

Márcio Dúlio em entrevista ao SBT local- foto: Divulgação

Cerca de 300 motoristas do transporte coletivo urbano da cidade de Uberlândia, em Minas Gerais, aprovaram em assembleia realizada na última sexta-feira (14) paralisação na próxima semana. A informação é do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Uberlândia (Sinttrurb).

A categoria, que está em Campanha Salarial, rejeitou a proposta apresentada pelas empresas de ônibus, que ofereceram 3,05% de reajuste salarial, índice abaixo da inflação da data-base da categoria, que é em 1º janeiro, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) que fechou em 4,48%.

O  Sindicato reivindica 7% de reajuste, que inclui a reposição do INPC mais aumento real nos salários e demais benefícios.

Outros pontos negativos reprovados pelos trabalhadores em assembleia foram as propostas patronais que contribuirão para precarizar as relações de trabalho. 

O presidente do Sindttrurb, Márcio Dúlio de Oliveira, disse ao Portal da CNTTL que os trabalhadores não aceitarão retrocessos em suas conquistas.

"O que deixou os trabalhadores revoltados foi a proposta das empresas que querem aumentar o intervalo entre a jornada de trabalho. As empresas querem aumentar o intervalo entre as  jornadas(artigo 71 da CLT) para mais de duas horas.

 Também propuseram voltar o sistema de concessão de folga durante a semana, ou seja, de segunda a sexta e a compensação de horas passaria a ser mensal . Os trabalhadores rejeitaram com razão", argumenta.

Márcio Dúlio informou que as empresas serão notificadas nesta quarta-feira (24) e que agora tem que aguardar o prazo de 72 horas. Após esse período, caso as empresas de ônibus não apresentem uma proposta plausível de apreciação, o movimento de greve poderá ser deflagrado. 

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email:

Filiados