ANVISA divulga informe para evitar transmissão do coronavírus nos aeroportos internacionais

Segundo informações do Ministério da Saúde, o Brasil registrou nove casos suspeitos de coronavírus em seis estados. 

Por: Redação da Revista Embarque
Publicação: 30/01/2020
Imagem de ANVISA divulga informe para evitar transmissão do coronavírus nos aeroportos internacionais

Spotter Day no GRU Airport em 2018 - crédito: Valdir Lopes/Revista Embarque

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está divulgando nos aeroportos internacionais do país, informes sonoros em português, inglês e mandarim sobre os sintomas do coronavírus, com orientações aos passageiros e dicas para evitar a transmissão de doenças. A informação é da  Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR).

A Anvisa também reforçou procedimentos (abaixo) já estabelecidos em aeroportos e aeronaves para a identificação e comunicação de casos suspeitos de coronavírus, durante reunião realizada no Aeroporto Internacional de Guarulhos com companhias aéreas, empresas que atuam no aeródromo e órgãos de saúde estaduais e municipais.

São medidas mais técnicas e operacionais que dizem respeito aos procedimentos das companhias aéreas e suas tripulações, quando detectam um caso suspeito.

Entre algumas das principais medidas apresentadas foi o reforço na limpeza e desinfecção de aeronaves pelas empresas especializadas nesse tipo de serviço, em casos de identificação de suspeita de passageiro(a) com sintomas do coronavírus a bordo.

Casos no Brasil

Segundo informações do Ministério da Saúde, o Brasil registrou até esta quinta-feira (30) nove casos suspeitos de coronavírus em seis estados. 

Os casos suspeitos foram registrados em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo, Paraná e Ceará. Todos os pacientes estão passando por testes genômicos para uma possível confirmação do vírus 2019-nCoV. Por enquanto, os exames serão centralizados na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.

Segundo o portal G1,as autoridades de saúde anunciaram que o coronavírus causou a morte de 132 pessoas, com 6.065 casos confirmados no mundo. A China registra 98% das infecções.

 

Confira:

– Se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar, dentro de um período de até 14 dias, após viagem para a China, você deve procurar a unidade de saúde mais próxima e informar a respeito da sua viagem;

– Para proteger sua saúde, siga medidas simples, que podem evitar a transmissão de doenças:

• Lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool gel;

• Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Descarte o lenço no lixo e lave as mãos;

• Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados;

• Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

• Procure o serviço de saúde mais próximo.

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email:

Filiados