Portuários aprovam plano de lutas em defesa do Portus

Mais de 10 mil trabalhadores fazem parte do Fundo de Pensão

Por: Redação CNTTL com Suport-ES
Publicação: 27/06/2019
Imagem de Portuários aprovam plano de lutas em defesa do Portus

assembleia aprova plano de luta

Os portuários aposentados, pensionistas e ativos que têm Portus aprovaram, nas duas assembleias realizadas na quarta-feira (26), no Sindicato Unificado da Orla Portuária (Suport-ES), mais um plano de luta em defesa do Portus (Fundo de Pensão dos trabalhadores nas companhias de Docas).

Segundo Sindicato, os trabalhadores vão realizar de manifestações, em data a ser definida, para mostrar à sociedade a insatisfação da categoria com a situação de calamidade em que se encontra o Portus.

A assembleia contou também com a presença dos diretores da base do Portocel, Maurílio e Posudo; do diretor Caldeira, do Sindicato dos Aquaviários (Aquasind); do diretor Milton Jorge, do Sindicato dos Portuários de Alagoas; do presidente da Federação Nacional dos Portuários (FNP) e vice presidente da CNTTL, Eduardo Guterra, e de aposentados avulsos dando apoio à reestruturação do Portus.

Luta incansável

Durante a assembleia, o dirigente Milton Jorge, de Alagoas, disse que  os companheiros estão com medo da ameaça de liquidação do instituto, que ainda está vivo graças a três liminares que estão na Justiça de Vitória, Rio Grande do Norte e Maceió.

Guterra também lembrou que a luta tem sido incansável. “ Nossas pautas principais hoje são o Portus, Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) e contra as ameaças de privatização. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, tem demonstrado trabalho sério para nos ajudar a manter o Portus vivo”.

O presidente do Suport-ES, Ernani Pereira Pinto, ressaltou a importância da união dos portuários de todo o País em defesa do nosso instituto de Previdência. “Estamos participando ativamente de todas as reuniões em Brasília e precisamos que os companheiros estejam unidos para fortalecer essa luta”, finaliza.

Sobre o Portus

O Instituto de Seguridade Portus é uma entidade fechada, criada em 1979 pela extinta Portobrás, que na época era responsável pela administração dos portos brasileiros. O Portus foi criado com o objetivo de proporcionar aos trabalhadores portuários um complemento aos benefícios previdenciários.

Os problemas do Portus tiveram início em 1990, com a extinção da Portobrás. A dívida ficou rolando por vários anos. Desde agosto de 2011, o Portus está sob intervenção federal (interventor é nomeado pela União para auditoria técnica na entidade) para corrigir e sanear o Fundo, garantindo a preservação dos direitos dos usuários. A intervenção tem prorrogação garantida até 4 de março de 2018.

Os sindicatos dos portuários, filiados à Federação Nacional dos Portuários (FNP-CNTTL), seguem na luta contra o descaso do governo para com o Instituto de Seguridade Social dos portuários.

Em todo o país, o Portus tem cerca de 10 mil participantes divididos em ativos (1.659), aposentados (4.884) e pensionistas (3.455).

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: