Avianca demite mais 30% de seus trabalhadores em Guarulhos

Quarta maior companhia aérea do país está em recuperação judicial desde dezembro do ano passado

Por: Gislene Madarazo, Redação da CNTTL
Publicação: 02/05/2019
Imagem de Avianca demite mais 30% de seus trabalhadores em Guarulhos

foto:MARCO QUINTANA/JC - Jornal do Comércio

A Avianca Brasil, em recuperação judicial desde dezembro de 2018, demitiu cerca de 80 trabalhadores na manhã desta quinta-feira, 2 de maio, no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Assim que notificado, o Sindigru foi para frente do Check-in e fez as autuações dos desligamentos. “A demissão em massa representa 30% da mão de obra da Avianca em Guarulhos e com isso restarão cerca de 140 empregados no maior aeroporto do país. E acredito que virão mais demissões nos próximos dias”, alertou o presidente do Sindigru, Rodrigo Maciel.

As demissões desta manhã atingiram atendentes dos guichês e operadores de voo, especialmente, somando-se às 70 demissões ocorridas desde dezembro em diversas áreas da empresa em Guarulhos. As homologações devem acontecer no final deste mês ou início de junho e o Sindigru acompanhará todo o processo.  

Os trabalhadores que permanecem no aeroporto estão dedicados a reacomodar passageiros que tiveram voos cancelados nas últimas semanas. Desde o início de abril, a empresa cancelou mais de 2 mil voos pela falta de aviões, confiscados pelas empresas de leasing por falta de pagamento. No dia 28 de abril a empresa desativou os voos domésticos no Aeroporto de Guarulhos e os destinos internacionais, como Bogotá, seguem partindo de Guarulhos porque são operados pela Avianca Colômbia.

“Não vamos aceitar prejuízos para os trabalhadores”, destaca Maciel

O Sindigru tem acompanhado todo o andamento do processo de recuperação judicial da companhia aérea Avianca Brasil. O processo nº  1125658-81.2018.8.26.0100 – 1ª corre na Vara das Falências, Foro Cível SP para não permitir que os trabalhadores e trabalhadoras tenham prejuízo. Confira a seguir o histórico:

10/12/18 – AVIANCA e AVB HOLDING S.A ajuízam pedido de recuperação judicial.

21/02/19 – Manifestação do Sindigru requerendo sua habilitação junto aos autos.

19/03/19 – Credenciamento do Sindigru para participar da Assembleia Geral de Credores.

27/03/19 – Audiência entre Administradora Judicial, ANAC e Azul.

29/03/19 – Presença do Sindigru, contudo, Inocorrência da Assembleia Geral de Credores prorrogada para 05/04/19 e Aprovação da minuta do "Edital de Oferta Pública para Leilão de Unidade Produtiva Isolada" apresentada pelas recuperandas.

05/04/19 - Presença do Sindigru na Assembleia Geral de Credores.

08/04/19 – Aprovação do Plano de Recuperação Judicial.

15/04/19 – Despacho determinando o Leilão das Unidades Produtivas Isoladas (UPIs) para o dia 07/05/2019.

16/04/19 – Envio para o Ministério Público manifestar-se.

Crise na Avianca Brasil

A Avianca Brasil, quarta maior companhia aérea do país, está em recuperação judicial desde dezembro do ano passado. A companhia acumula anos de crescentes prejuízos e atrasos em pagamentos de arrendamentos de aeronaves.

Entre o fim de 2016 e setembro de 2018, os passivos da Avianca Brasil para empresas de leasing de aeronaves quintuplicaram para R$ 415 milhões, de acordo com as demonstrações financeiras da empresa.

A companhia justifica como fatores para o pedido de recuperação judicial a crise econômica enfrentada pelo Brasil desde 2014, o aumento no valor do combustível e a variação cambial.

 

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: