Sorocaba: Trabalhadores em transporte urbano retomam greve por aumento salarial decente nesta quinta (6)

A categoria lotou a sede do Sindicato para participar das assembleias, mostrando mais uma vez que está unida e organizada

Por: Fabiana Caramez, do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba
Publicação: 05/07/2017
Imagem de Sorocaba: Trabalhadores em transporte urbano retomam greve por aumento salarial decente nesta quinta (6)

Foto: Sindicato

Em assembleias realizadas na terça-feira (4), às 10h e às 18h, na sede do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba, os trabalhadores em transporte urbano de Sorocaba voltaram a rejeitar, por unanimidade, a proposta apresentada pelas empresas Sorocaba Transporte Urbanos (STU) e Consórcio Sorocaba (CONSOR) de 4% de reajuste apenas no salário.

Segundo o Sindicato, os trabalhadores também aprovaram na assembleia, mais uma vez por unanimidade, a continuidade da greve caso não ocorra acordo na nova audiência de tentativa de conciliação, que acontece nesta quarta (5), no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15ª), em Campinas. Portanto, a greve pode ser retomada assim que terminar a audiência no Tribunal.

"Nós deixamos os trabalhadores cientes dos riscos do processo e a categoria se mostrou disposta a ir para o julgamento no Tribunal, independente do resultado", explica o presidente do Sindicato e da CNTTL, Paulo João Estausia, Paulinho.

A categoria lotou a sede do Sindicato para participar das assembleias, mostrando mais uma vez que está unida, organizada e pronta para lutar por aumento salarial decente.

Proposta do tribunal 

A audiência que irá acontecer amanhã é a quinta agendada pelo TRT-15ª na tentativa de chegar a uma solução para o impasse quanto ao reajuste salarial dos trabalhadores em transporte urbano de Sorocaba. Na audiência realizada na semana passada, no dia 28 de junho, o TRT-15ª fez uma proposta de reajuste salarial de 3,58% retroativo a maio, mais 1,57% em setembro, aumento no tíquete-refeição para R$ 21,00 por dia e na participação nos lucros e resultados (PLR) para R$ 1.550,00. Ambas as partes não se posicionaram e o Tribunal agendou essa nova audiência.

Além do Sindicato e das empresas, nas demais audiências, a Urbes - Trânsito e Transportes esteve presente. O TRT-15ª, mais uma vez, fez um apelo para que o prefeito José Caldini Crespo (DEM) participe da nova audiência para auxiliar na resolução do impasse trabalhista, visto que o transporte público é um serviço essencial. 

 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: