Espírito Santo: Portuários rejeitam proposta indecente do TVV e greve continua

Categoria luta por reajuste salarial e escala de trabalho mais humana

Por: Redação CNTTL com Suport-ES
Publicação: 23/09/2016
Imagem de Espírito Santo: Portuários rejeitam proposta indecente do TVV e greve continua

Foto: Sindicato

A luta em defesa de reajuste decente e uma escala de trabalho mais humana continua para os  portuários no Terminal Vila Velha (TVV), no Espírito Santo. A categoria rejeitou a proposta da empresa em assembleia realizada na tarde de quinta-feira (22), e a greve de 72 horas até as 7h de domingo está mantida. A informação é do Sindicato Unificado da Orla Portuária (Suport-ES).

De acordo com a entidade, o TVV quer manter o reajuste abaixo da inflação, a escala de trabalho e dar um abono “compensatório” para os que estavam no turno ininterrupto de revezamento no dia 31/07/2016 e migraram para o turno fixo. “A categoria não aceitou essa “migalha” e está revoltada com o abuso da empresa de não avançar nas propostas”, destaca a direção do Sindicato.

A proposta do TVV consiste em reajuste salarial de  6%  a partir de março de 2016, escala de trabalho operacional: manutenção da atual escala de 3 (três) turmas, de 8 horas, com acordo de revezamento trimestral entre os turnos de trabalho. Abono compensatório: R$ 2.000,00 para os empregados que estavam lotados no turno ininterrupto de revezamento no dia 31/07/2016 e migraram para o turno fixo até a data de assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho. O Abono não será devido aos empregados admitidos e dispensados após 01/08/2016. O Abono é excepcional e exclusivo para o presente exercício, não se prorrogando para os demais exercícios, não integrando a remuneração para nenhum efeito e não gerando direito adquirido.

“Cortaram 40% do nosso salário e agora colocaram um plano de saúde que quase não tem rede credenciada no Estado. Acabaram com o lado social do trabalhador, pois não temos mais final de semana com a família. Muitos estão com problemas financeiros. Não queremos aumento. Só a reposição do período. Vamos continuar em greve, porque é a única forma de sermos ouvidos”, finaliza.


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: