Sorocaba: Sindicato dos Rodoviários rejeita suspensão das negociações da Campanha Salarial

Empresas propuseram retomar negociação em três meses; próxima rodada está agendada para terça-feira (17)

Por: Com Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba
Publicação: 13/05/2016
Imagem de Sorocaba: Sindicato dos Rodoviários rejeita suspensão das negociações da Campanha Salarial

Foto: Assembleia Campanha Salarial - Sindicato

As empresas que operam o transporte coletivo urbano em Sorocaba propuseram ao Sindicato dos Rodoviários a suspensão as negociações da Campanha Salarial e retomar apenas daqui três meses. A proposta foi recusada de imediato pela entidade.

Segundo o Sindicato, os empresários apresentaram o pedido de adiamento em reunião de negociação realizada nesta sexta-feira (13)  na sede da entidade. 

“O Sindicato dos Rodoviários é uma entidade séria, que tem mais de 60 anos de história. Sabemos o quanto é delicado a nossa luta, seja por aumento salarial, por legislação adequada ou por melhores condições de trabalho, porque atuamos em um serviço essencial para toda a sociedade. Por isso, quando definimos com a categoria a tomada de medidas extremas é porque a situação está extremada. A campanha salarial deste ano tomou um rumo difícil e nós esperamos que os empresários tenham respeito para com os trabalhadores e tenham sempre consciência de que, sem os trabalhadores, eles não alcançariam o tão almejado lucro”, pondera o presidente do Sindicato e da CNTTL, Paulo João Estausia, Paulinho.

Paulinho reafirma a responsabilidade das empresas na realização de protestos e greves. “A imprensa e a sociedade sempre criticam os trabalhadores em momentos de protesto ou greve, quando os grandes responsáveis pela realização de paralisações são os empresários, que não levam a sério a negociação das reivindicações da categoria.”

Diante do impasse, uma nova rodada de negociação foi agendada para a próxima terça-feira (17), às 10h, na sede do Sindicato.

Reivindicações

Os trabalhadores em transportes reivindicam correção salarial segundo o ICV-Dieese (Índice do Custo de Vida do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócioeconômicos) do período de 1º de maio de 2015 a 30 de abril de 2016, mais aumento real de 6%. O piso salarial do motorista no setor urbano de Sorocaba é de R$ 3.100,00.

As demais reivindicações são aumento no tíquete-refeição/diária para R$ 23,00, hoje esse benefício está em R$ 19,00, aumento na participação nos lucros e resultados (PLR) para o valor de um piso salarial da categoria, hoje a PLR é de R$ 1.300,00, contratação de agentes de bordo em quantidade que iguale ao número de motoristas, e manutenção de todos os direitos já conquistados em campanhas salariais passadas como cesta básica, plano de saúde, seguro de vida, PTS (prêmio por tempo de serviço), entre outros.

O Sindicato representa cerca de 2000 mil trabalhadores entre motoristas, agentes de bordo e funções de apoio das empresas STU (Sorocaba Transporte Urbano) e Consor (Consórcio Sorocaba). 

 

 

 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
WhatsApp Redação: (11) 96948-7446


Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
Modalcast https://spoti.fi/2YAFWKn #Episódio 4

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: