Brasília: Rodoviários de cooperativas fecham acordo com empresas e GDF

Luta por melhores condições de trabalho e pela igualdade vai continuar


Publicação: 24/07/2015
Imagem de Brasília: Rodoviários de cooperativas fecham acordo com empresas e GDF

Foto: G1

Após dois meses de negociação, os trabalhadores que prestam serviços de motoristas e cobradores  às cooperativas de transporte público do Distrito Federal fecharam acordo com as empresas e com o GDF.

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários do DF, os trabalhadores das cooperativas conquistaram a incorporação ao salário do abono de 15% obtido no ano passado, além de 11% de reajuste na cesta básica e no tíquete alimentação. As cooperativas também se comprometeram a não permitir atrasos nos salários e de benefícios como vem acontecendo.

Não contempla a categoria

Para o Sindicato, o objetivo ainda não foi alcançado. “Não era o que nós esperávamos. Até porque esse acordo já havia sido fechado no ano passado, só faltava o governo e as empresas cumprirem com sua palavra. Infelizmente, mais uma vez a ‘crise’ foi a desculpa usada pelo governo”, avaliou o diretor do Sittrater-DF, Saul Araújo.

Os trabalhadores reivindicam equiparação salarial e benefícios iguais aos rodoviários das empresas privadas. Inclusive, a equiparação já havia sido aceita no ano passado, mas não foi concretizada porque GDF e cooperativas não acertaram os valores dos repasses (subsídios) do transporte público. Isso porque o GDF alega que só pode conceder o reajuste da tarifa técnica (subsídio por passageiro) de R$ 1,50 para R$ 2. Já as cooperativas alegam que só têm condições de atender a pauta dos rodoviários se o subsídio for de R$ 3.

A luta continua

“Nós reiteramos que essa foi só mais uma batalha. A guerra por melhores condições de trabalho e pela igualdade dos benefícios e salários dos rodoviários vai continuar. Não é justo os trabalhadores das cooperativas terem a mesma função dos rodoviários das empresas convencionais, e ainda terem jornada de trabalho maior e receberem menos”, avalia o presidente do Sittrater-DF, Jorge Farias.

De acordo com o Sindicato, o acordo foi fechado após os trabalhadores pressionarem o GDF e os patrões, que apresentavam propostas inferiores à que foi aceita pelos trabalhadores. Na semana passada, os trabalhadores paralisaram as atividades por 24 horas, na quarta-feira (15). Neste dia, os rodoviários realizaram um grande ato na Rodoviária do Plano Piloto em apoio à luta dos colegas das cooperativas e da TCB. “Apesar de não ter sido o que nós almejávamos, foi um avanço. Agora nós vamos manter a mobilização. A luta continua até que as reivindicações dos trabalhadores sejam de fato atendidas”, ressalta o presidente.

 

Com CUT Brasília

 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: