Sorocaba: TRT marca nova audiência de conciliação entre Sindicato dos Rodoviários e Coca-Cola nesta terça (24)

O prazo de vencimento para a reintegração de todos os trabalhadores demitidos termina na quarta (25)


Publicação: 24/03/2015
Imagem de Sorocaba: TRT marca nova audiência de conciliação entre Sindicato dos Rodoviários e Coca-Cola nesta terça (24)

Foto: Sindicato

Na audiência de tentativa de conciliação entre o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e a empresa Sorocaba Refrescos Coca-Cola, ocorrida na quinta-feira (19), o desembargador Alberto da Motta Peixoto Giordini, do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região de Campinas (TRT), em um esforço para resolver a questão da demissão coletiva de 217 motoristas e ajudantes, definiu pelo agendamento de nova audiência nesta terça-feira (24), às 14h.

A audiência no TRT Campinas foi agendada após a empresa entrar com mandado de segurança questionando a decisão do juiz do trabalho Valdir Rinaldi, da 4ª Vara da Justiça do Trabalho de Sorocaba, que declarou nula as demissões praticadas pela Sorocaba Refrescos e determinou a reintegração de todos os trabalhadores no prazo de 10 dias e uma multa de R$ 20 mil por trabalhador não readmitido.

A decisão em primeira instância favorável aos trabalhadores foi baseada na jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho (TST) de que, em caso de demissão coletiva, é obrigatória a negociação prévia com a entidade sindical. Fato que a Sorocaba Refrescos não respeitou.

"A nossa luta é para garantir que nenhum trabalhador fique desempregado e que não ocorra a precarização dos postos de trabalho com o rebaixamento de salário e direitos, o que é pretendido pela empresa com a terceirização do setor de distribuição e entrega para uma transportadora que veio do Paraná e fixou sede, espertamente, no município de Itu, que faz fronteira com Sorocaba, mas não é representado por este Sindicato e tem salários e benefícios bem inferiores", explica o presidente do Sindicato, Paulo João Estausia, Paulinho.

Segundo consta na convenção coletiva vigente no município de Itu, o salário do motorista é de R$ 1.291,68 e o do ajudante, R$ 900,57. Já o salário praticado pela Sorocaba Refrescos Coca-Cola é de R$ 2.185,83 para motorista e de R$ 1.569,59 para ajudante.

Caso as partes não cheguem a um acordo, o desembargador do TRT Campinas irá julgar o mandado de segurança. O prazo de vencimento para a reintegração de todos os trabalhadores demitidos termina na quarta (25).

Luta permanente

Desde o dia 23 de fevereiro, quando a Sorocaba Refrescos Coca-Cola enviou carta de demissão à residência dos trabalhadores, no dia em que eles estavam gozando a folga semanal, motoristas e ajudantes estão acampados em frente à fábrica, no KM 104,5, da rodovia Raposo Tavares, e irão continuar até a reintegração do último trabalhador.

Diversos protestos foram realizados durante esse período. No dia 28 de fevereiro, o Sindicato realizou um café da manhã com os familiares dos demitidos. Na ocasião, as esposas puderam expor a sua indignação. "A Coca-Cola acabou com os nossos planos", desabafou a esposa de um dos demitidos. "Meu marido era super dedicado, não dá pra aceitar essa tremenda falta de respeito", completou outra.

No dia 04 de março, a luta dos trabalhadores da Coca-Cola ganhou o apoio de toda a categoria e os motoristas do transporte público coletivo circularam com os faróis acesos, tática utilizada para informar à sociedade que está ocorrendo alguma luta no setor de transporte.

No dia 09 de março, o Sindicato realizou uma grande carreata que percorreu as principais ruas de Sorocaba e culminou com um ato em frente à Prefeitura. Mais de 60 sindicatos do ramo do transporte e de diversas categorias de todo o Estado de São Paulo participaram do movimento que começou às 9h e terminou por volta das 15h.

O vice-presidente do Sindicato e vereador em Sorocaba (PT), Francisco França, cobrou ação efetiva do Poder Público contra as demissões, visto que a Sorocaba Refrescos recebeu incentivos fiscais durante anos e, por isso, deveria ter responsabilidade com a sociedade sorocabana, que é o seu maior mercado consumidor.

Os trabalhadores demitidos também estiveram na Câmara Municipal de Vereadores de Sorocaba no dia 10 de março para pedir apoio à luta pela readmissão. Os vereadores se comprometeram a formar uma comissão para dialogar com a Sorocaba Refrescos Coca-Cola, enviar ofício da Casa à empresa solicitando a readmissão dos 217 trabalhadores e encaminhar o vídeo-denúncia produzido pelo Sindicato ao presidente mundial da Coca-Cola. Os vereadores também aprovaram, em outra sessão, a moção de repúdio à empresa apresentada pelo vereador Francisco França.

No dia da audiência na Justiça do Trabalho, 13 de março, os trabalhadores amanheceram acampados em frente ao Fórum Trabalhista e, após a decisão favorável, agradeceram o juiz com uma intensa salva de palmas. 

Da Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: