Curitiba: Aeroportuários estão em perigo devido à sobrecarga de trabalho

De acordo com o SINA, o efetivo operacional no Aeroporto Afonso Pena está defasado


Publicação: 23/03/2015
Imagem de Curitiba: Aeroportuários estão em perigo devido à sobrecarga de trabalho

divulgação

O Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba (PR), está com o efetivo operacional defasado, segundo o Sindicato Nacional dos Aeroportuários (SINA). Os trabalhadores avaliam que seriam necessários 60 fiscais de pátio para garantir a segurança operacional do terminal, mas há apenas 23 atuando, dentre eles oito aposentados e inscritos no Plano de Demissão Voluntária.

De acordo com o Sindicato, devido às férias, intervalos e escalas, há momentos em que apenas um fiscal de pátio precisa dar conta da operação do Aeroporto, incluso na categoria especial, com uma média de 6,5 mil voos mensais. Não existe nenhuma expectativa de contratações, pois não há previsão de concurso público, ou concurso válido.

Para tentar suprir a demanda, aeroportuários que atuam como encarregados de pátio, de COA (Central de Operações) e supervisores estão deixando de realizar o intervalo intrajornada e de atuar em suas funções específicas para dar conta das tarefas dos fiscais de pátio. Também não há local apropriado para refeições e descanso noturno, ambas situações já denunciadas pelo Sindicato à Infraero desde 2014. A estatal, contudo, mantém-se de olhos fechados para esses problemas.

A precariedade das condições de trabalho dos fiscais de pátio em Curitiba culminou com um grave acidente, em 6 de março, envolvendo um aeroportuário com mais de trinta anos de casa que foi atropelado e está na UTI. O Sina vai acompanhar as investigações do acidente que serão realizadas pela CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).

O Sindicato também está exigindo da Infraero providências urgentes, pois nem diante desse acidente de trabalho a empresa tomou medidas efetivas para ampliar o quadro de funcionários e garantir a segurança do trabalho. Uma alternativa seria transferir aeroportuários de localidades onde a demanda está menor para os aeroportos onde há sobrecarga de trabalho. Enquanto medidas não forem tomadas nesse sentido, os fiscais de pátio correm perigo.

Do SINA 

 

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: