CNTTL e entidades apoiam luta do Sindfer contra demissões na Vale de Vitória

Segundo o Sindicato, as demissões da empresa estão acontecendo desde 2021 e isso está afetando a saúde mental dos trabalhadores.

Por: Viviane Barbosa, da Redação da CNTTL
Publicação: 19/01/2022
Imagem de CNTTL e entidades apoiam luta do Sindfer contra demissões na Vale de Vitória

Ao microfone, o presidente do Sindfer, Wagner Xavier | Crédito: Sindfer-ES-MG

A CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística) e mais 16 entidades sindicais de trabalhadores do país e do exterior assinam um manifesto do Sindfer-CUT (Sindicato dos Ferroviários do Espírito Santo e Minas Gerais) contra as demissões da mineradora Vale na planta de Vitória.

Segundo o Sindicato, as demissões da empresa estão acontecendo desde 2021 e isso está afetando a saúde mental dos trabalhadores. No dia 17, dirigentes realizaram protesto na sede da empresa, no Complexo de Tubarão.

“Com menos empregados, os que ficaram estão sobrecarregados. Há um clima interno pesado de incerteza entre os empregados, que trabalham sob a pressão psicológica de que podem ser os próximos a adquirirem problemas de saúde e serem descartados”, denuncia o presidente do Sindfer, Wagner Xavier.

O sindicalista disse que as condições de trabalho da mineradora estão adoecendo os trabalhadores. “Não se pode dizer que as condições de trabalho na empresa são análogas à escravidão, mas se assemelham. Em troca de um salário mensal, a Vale suga o corpo, a mente e a alma do trabalhador, provocando nesse empregado um forte esgotamento físico e mental", alerta.

O Sindicato denuncia que não só na base no Espírito Santo e Minas Gerais que esses problemas vêm acontecendo. "A situação é preocupante em todo o país. Trabalhadores nas minas de minério de Minas Gerais e do Norte são submetidos às mesmas condições indignas de trabalho”, completa Xavier.

Reintegrações na Justiça



O Sindfer ingressou com ações na Justiça e conseguiu reverter cerca de 57 demissões de trabalhadores que estavam com problemas de saúde. Segundo reportagem do site Século Diário, cerca de 100 ferroviários da Vale de Vitória foram demitidos nos últimos dois meses.

Abertura nas negociações da PLR

Outra pauta do Sindfer é a reabertura das negociações com a Vale sobre o pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 2021 que será paga neste ano. Os trabalhadores rejeitaram a proposta da  mineradora em assembleia realizada em dezembro do ano passado. O motivo é que a Vale  incluiu no modelo de pagamento do benefício um fator de redução de 5% do valor da PLR a todos os empregados que sofrerem algum tipo de punição administrativo ao longo do ano. 

Após ato do Sindicato, a Vale agendou reunião com os diretores no dia (17).  No encontro, eles reiteraram o posicionamento dos trabalhadores em não aceitar nenhum tipo de perda e se colocaram à disposição para manter o canal de diálogo na busca de uma solução. O impasse continua e uma nova reunião será agendada. 

Com informações do jornalista Maninho Pacheco, do Sindfer-ES-MG


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: