Manifestações contra Bolsonaro mostram o tamanho do sofrimento pelas perdas, diz pesquisadora

Suspeitas de corrupção na compra de vacinas, estratégias equivocadas e atraso na imunização aumentaram o sentimento de indignação

Por: Redação Rede Brasil Atual
Publicação: 05/07/2021
Imagem de Manifestações contra Bolsonaro mostram o tamanho do sofrimento pelas perdas, diz pesquisadora

Manifestação em Brasília

São Paulo – As manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro, realizadas no último sábado (3), mostram que o sofrimento pelas perdas decorrentes da covid-19 é grande e se torna cada vez mais visível. Na avaliação da médica sanitarista e pesquisadora da Fiocruz, Lucia Souto, a sociedade que lamenta as mortes é a mesma que se indigna com as suspeitas de corrupção na compra de vacinas.

“As manifestações (contra Bolsonaro) trouxeram o ingrediente da indignação. A presença massiva de pessoas pelo Brasil traz a marca do sofrimento, com manifestantes levando cartazes e retratos de seus parentes perdidos. O tamanho do sofrimento está chegando às ruas, somado à indignação sobre o roubo no Ministério da Saúde”, afirmou a pesquisadora a Marilu Cabañas, no Jornal Brasil Atual desta segunda-feira (5).

A pesquisadora da Fiocruz diz ainda que a pandemia no Brasil ainda está em um patamar elevado, mas a aplicação de vacinas começa a ter impactos positivos, apesar de apenas 12% dos brasileiros estarem totalmente imunizados contra a covid-19.

Diante da estratégia do governo Bolsonaro de comprar imunizantes superfaturados e apostar na tese da “imunidade de rebanho”, Lucia Souto aponta que a irresponsabilidade está “escancarada”.

“A gente ainda vê números altos por conta do patamar que o Brasil alcançou, e isso é fruto da irresponsabilidade do governo federal”, disse. “As medidas não farmacológicas nunca foram totalmente adotadas no Brasil, inclusive o lockdown se tornou um palavrão aqui. Não houve auxílio econômico para pequenos e médios comércios, que não conseguiram fechar. Além da desinformação tóxica repassada à população”, criticou a especialista.


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: