Chega de Mortes: lideranças dos trabalhadores em transportes exigem de Dória vacinação prioritária contra COVID-19

As entidades sindicais enfatizam que se o governo estadual não iniciar a vacinação a partir do dia 15, os trabalhadores irão deflagrar greve de 24 horas no transporte em todo o estado no dia 20 de abril.

Por: Viviane Barbosa, Redação CNTTL
Publicação: 06/04/2021
Imagem de Chega de Mortes: lideranças dos trabalhadores em transportes exigem de Dória vacinação prioritária contra COVID-19

Reunião Virtual da CNTTL

Entidades representativas dos trabalhadores e trabalhadoras dos setores de transportes urbano, municipal, intermunicipal e rodoviário do estado de São Paulo protocolaram ofício ao governador de São Paulo João Dória (PSDB) pedindo a inclusão da categoria no grupo prioritário de vacinação contra a COVID-19.

No documento, as lideranças sindicais enfatizam que se o governo estadual não iniciar a vacinação a partir do dia 15, os trabalhadores irão deflagrar greve de 24 horas no transporte em todo o estado no dia 20 de abril.

Os sindicalistas também cobram que as empresas mantenham a higienização nos ônibus e garantam os equipamentos de proteção individual (luvas, máscaras adequadas e álcool em gel para trabalhadores e usuários) para evitar a proliferação do coronavírus dentro dos ônibus.

Na base da CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística) no estado de São Paulo participarão do movimento os sindicatos de trabalhadores em transportes (condutores/rodoviários) das cidades de Sorocaba, Vale do Paraíba, Guarulhos /Arujá, Piracicaba, Bauru, Adamantina, Dracena, Limeira e os agentes de trânsito, representados pelo Sindviários.

Das demais centrais, anunciaram adesão os motoristas/cobradores de São Paulo, caminhoneiros, motoristas de aplicativo e outros transportadores no estado de São Paulo.
 
“Somos considerados serviço essencial e por que não temos prioridade na vacinação? O nosso ramo é o vigésimo terceiro na lista do Ministério da Saúde. Teremos que esperar todos os grupos prioritários antes de ser vacinados. Isso é inaceitável! Muitos motoristas, agentes de bordo e cobradores estão morrendo de COVID-19, que contraíram no exercício de sua função”, alerta Paulo João Estausia, Paulinho, presidente da CNTTL e do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba.

Paulinho recomendará aos trabalhadores e trabalhadoras que fiquem em casa em uma eventual paralisação de 24 horas no dia 20.

Paralisação do transporte pelo país
 
Em reunião da CNTTL, realizada na última terça-feira (6), os dirigentes debateram que assim como no estado de São Paulo, a ideia é estender esse movimento em todas as localidades da base da Confederação no país.

Ficou acertado que será realizada uma reunião com os sindicatos de trabalhadores rodoviários das regiões de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Vitória, Belém, Brasília e Campo Grande.

Caso os governos estaduais dessas regiões não iniciem a vacinação a partir do dia 15, os trabalhadores em transportes seguirão a paralisação programada no estado de São Paulo.



Paulinho com o documento que será entregue para governador Dória ao lado de dirigentes dos sindicatos de transportes.

Mortes de trabalhadores do transporte crescem 60%

Levantamento realizado pelo estúdio de inteligência de dados Lagom Data, publicado na segunda-feira (5) pelo jornal El País Brasil, mostrou o aumento da letalidade entre trabalhadores considerados essenciais, e que deveria ter prioridade na fila da vacina. 

Entre janeiro e fevereiro deste ano, com o agravamento da pandemia, frentistas de postos de gasolina, caixas de supermercado e motoristas de ônibus tiveram aumento de mais de 60% nos óbitos registrados, na comparação com o mesmo período de 2020, ainda antes da eclosão da doença.  O estudo foi feito com as bases de dados do Novo Caged, ligado ao Ministério da Economia.




Paulinho ao microfone em reunião no Sindmotoristas para debater o dia 20 de abril - foto: Sindmotoristas



Brinquinho, presidente do Sincoverg, em reunião no Sindmotoristas para debater o dia 20 de abril - foto: Sindmotoristas



 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: