Carreatas pelo impeachment voltam às ruas: ‘Não podemos suportar tamanha tragédia até 2022’

A CUT e as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo retomam manifestações no sábado e domingo (21) em mais de 70 cidades, pelo impeachment de Bolsonaro e por vacinas já

Por: Redação Rede Brasil Atual
Publicação: 19/02/2021
Imagem de Carreatas pelo impeachment voltam às ruas: ‘Não podemos suportar tamanha tragédia até 2022’

Foto Carreata Fora Bolsonaro - foto: Divulgação

A CUT e as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo dão sequência aos atos promovidos nos dias 23 e 31 de janeiro, convocando novas manifestações para este sábado e domingo (21) pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

Ao menos 70 cidades já confirmaram carreatas, bicicletadas e atos públicos, sem aglomerações, para pressionar pela abertura do processo de impedimento.

A mobilização também contempla a exigência por “vacina já” e gratuita para toda a população, o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), a proteção ao emprego e a prorrogação do auxílio emergencial, no valor de R$ 600, até o fim da pandemia do novo coronavírus.

Para as centrais sindicais e os movimentos sociais, o benefício entre R$ 200 a R$ 250, negociado entre Congresso Nacional e o governo, é insignificante diante do avanço da pobreza no país. Além de estar condicionado a propostas de reformas neoliberais de Bolsonaro que, na prática, segundo eles, “significam a retirada de direitos dos trabalhadores e trabalhadoras”. 

 De acordo com os organizadores, todas essas pautas que preocupam os brasileiros passam pela luta da democracia, por isso, a centralidade do “fora Bolsonaro” mesmo diante nova composição do comando da Câmara e do Senado, mais alinhado ao governo.

Já são 70 o número total de pedidos de impeachment protocolados no Legislativo. Nenhum deles foi colocado para análise pelo ex-presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). E com a eleição de Arthur Lira (PP-AL), apoiada por Bolsonaro, o acolhimento das denúncias ficou ainda mais difícil. Mesmo assim, os movimentos acreditam na pressão popular para a abertura do processo.

 
Desgaste de Bolsonaro

O coordenador nacional da Central de Movimentos Populares (CMP), Raimundo Bonfim, por exemplo, não nega que o novo comando da Câmara dos Deputados seja um obstáculo, mas ressalta que “sem mobilização e organização de atos realmente fica impossível sequer colocar em análise os pedidos de impeachment”.

“Na nossa concepção, acreditamos que o impeachment é um processo que precisa de mobilização. Então, nós, diferentemente de alguns setores que já ‘jogaram a toalha’ de que não é possível afastar esse genocida da presidência da República, acreditamos que é possível ir em uma crescente de mobilização e pressão para minar a popularidade de Bolsonaro e aumentar o seu desgaste”, afirma, em entrevista a Glauco Faria, no Jornal Brasil Atual.

“Estamos com 40 milhões de pessoas na extrema pobreza. Superamos 10 milhões de casos confirmados de covid-19, com mais de 240 mil mortos. As pessoas estão sem vacinas, desesperadas, sem encontrar emprego, e o Brasil entregue a esse grupo de milicianos que não tem nenhum compromisso com a nação e os trabalhadores e trabalhadoras. Portanto, decretamos as carreatas e bicicletadas como uma forma de fazer um esquenta. Nós não trabalhamos com a ideia de suportar tamanha tragédia que o Brasil vive até 2022, ainda mais com as ameaças veladas contra a democracia”, completa Bonfim. 


Luta e solidariedade

Só no estado de São Paulo, ao menos 20 cidades participam das manifestações neste final de semana. A capital paulista, ainda segundo a organização, experimenta um nova modalidade de protesto diante das exigências impostas pela pandemia. Carreatas da zona leste, sul, noroeste e do centro expandido sairão de suas regiões para se encontrarem na Avenida Paulista. No local, os movimentos articulam um ponto de entrega para que os manifestantes possam deixar pelo menos um quilo de alimentos não perecíveis. O intuito é arrecadar os produtos para que eles sejam doados a comunidades vulneráveis. 

“Estamos fazendo uma luta pelos direitos com a questão da solidariedade”, comenta o coordenador da CMP. 

Confira a lista de atos deste final de semana

NORTE 

Pará

Belém: carreata #ForaBolsonaro e #nãoàReformaAdministrativa, no sábado, dia 20, às 9h com concentração na Aldeia Cabana

NORDESTE

Ceará

Fortaleza: carreata e bicicletada no sábado, dia 20, a partir das 15h, com concentração em frente à estátua de Iracema. O ato inclui como bandeira de protesto a defesa da aposentadoria dos servidores de Fortaleza e contra a flexibilização do porte de armas.

Paraíba

João Pessoa: , dia 21, com início às 8h30, em Jaguaribe, na Rua Aderbal Piragibe (Rua do Centro Administrativo Estadual) e término na Praça Manuel Pereira Junior.

Pernambuco

Recife: dia 20, com concentração a partir das 9h, na antiga fábrica da Macaxeira, Avenida Norte

Garanhuns: dia 20, com concentração na Praça Cajueiro, Boa Vista, às 9h

Petrolina: dia 21, com concetrnação na orla, Porto do Rio às 9h

Piauí

Teresina: carreata no sábado, dia 20, às 8h. Concentração no Terminal de Integração Livramento, Dirceu I

Rio Grande do Norte

Natal: carreata com concentração no Acesso à Mãe Luiza, na Via Costeira, às 8h30, domingo (21)

Sergipe

Aracaju: concentração às 8h30 na orla do Bairro Industrial, em frente ao Alma Viva

CENTRO-OESTE 

Brasília

Carreatas partirão de diversos pontos do DF, a partir das 8h, em direção ao Palácio do Buriti, onde ocorre a concentração. O início da carreta oficial, que seguirá pela Esplanada dos Ministérios é às 10h30

Mato Grosso

Cuiabá: carreata no sábado, dia 20, às 8h com concentração em frente à Casa da Democracia na avenida do CPA

Mato Grosso do Sul

Campo Grande: ‘Carreata pela vida, pelo emprego, pelo auxílio emergencial e #ForaBolsonaro. Concentração às 10h na Avenida Gury Marques, próximo ao terminal rodoviário

SUDESTE

Minas Gerais

Belo Horizonte: Dia 20, com concentração às 10h na Av. Presidente Juscelino Kubitschek, atrás da UP Acrizio Menezes (Justinópolis)

Rio de Janeiro 

Rio de Janeiro: Dia 20, concentração às 10h30 na Praça Almirante Júlio de Noronha, no Leme 

Campos dos Goytacazes: concentração às 9h na Praça São Salvador

Dia 21: Rio de Janeiro, concentração no monumento Zumbi às 10h

São Paulo

Dia 20: Em São Paulo, saídas de diferentes pontos, às 14h, com destino à Avenida Paulista

-Praça Charles Miller (Estacionamento do Pacaembu)

-Avenida Vitor Manzini (Largo do Socorro)

-Em frente ao Itaquerão (estacionamento)-Estrada do Sabão, 800 (em frente ao Sacolão Municipal) – Brasilândia

Arujá: 8h – Rua Serra dos Canudos – Mirante (ao lado da Escola Estadual Geraldo Barbosa de Almeida)

Campinas: 10h – Concentração no Largo do Pará

Ferraz de Vasconcelos: 9h – Avenida Gov. Jânio Quadros, 2191 (altura do Ethernety Motel)

Itaquaquecetuba: 8h30 – Rodovia Alberto Hinoto (altura da Marfinite) 

Jacareí (Vale do Paraíba): 9h30 – Concentração em frente ao Parque da Cidade

Mogi das Cruzes: 9h – Concentração na Avenida Cívica 

Poá: 9h30 – Avenida Vital Brasil (divisa com Itaquaquecetuba) 

Piracicaba: 9h – Concentração no Bolsão do Estacionamento da Estação Paulista 

São José dos Campos: concentração às 9h no Estadio Martins Pereira

Sorocaba: 10h – Concentração em frente à Prefeitura (Av. Eng. Carlos Reinaldo Mendes, 3041 – Alto da Boa Vista)

Suzano: 10h30 – Avenida Brasil (altura do Parque Max Feffer) 

-DIA 21

Araçatuba: 9h30 – Concentração na Avenida Odorindo Perenha (ao lado do supermercado Rondon, loja 4)

Itapevi: 9h – Concentração em frente à Apeoesp (Rua Ezequiel Dias Siqueira, 178 – Jardim Rainha)

Marília: concentração às 9h na Av. Durval de Menezes, 1141, em frente à EMEF Prof. Antonio Moral 

Ribeirão Preto: 9h – Concentração em frente à Câmara Municipal (Avenida Jerônimo Gonçalves, 1200 – Centro)

Santos: 15h – Concentração na Avenida Mário Covas, em frente ao OGMO

SUL

Paraná

Dia 20: Curitiba, carreata com concentração às 15h

Dia 21: Cascavel, concentração às 9h no centro Universitário da FAG

Rio Grande do Sul

Porto Alegre: concentração às 10h na Rótula das Cuias (Parque Harmonia). A carreata seguirá pelas ruas da cidade a partir das 11h

Santa Catarina

Dia 21: Blumenau: carreata com saída às 9h30 da Prefeitura de Blumenau

Brusque: carreata pela vida com concentração às 9h30, no Pavilhão da Fenarreco

Criciúma: carreata com concentração na Praça da Chaminé (bairro Próspera), às 9h

Florianópolis: carreata e bicicletaço com concentração às 9h30 em frente à ALESC (para quem mora na ilha) e no estacionamento da Beira Mar de São José (para quem mora no continente)

Itajaí: carreata com concentração às 14h, na Prefeitura

Joinville: carreata com concentração a partir das 9h30, na Arena Joinville

Lages: ato unificado na Praça João Costa, no Centro, às 15h

Mafra: carreata com concentração às 9h, na Praça dos Correios

Palhoça: carreata e bicicletaço com concentração às 8h30, no estacionamento da Prefeitura

Rio do Sul: carreata com concentração no Parque Municipal, às 13:30


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: