Petição da Taxação das Grandes Fortunas chega a 152 mil: vamos aumentar esse número!

O Brasil está entre os dez países mais desiguais do mundo. Isso significa que um número bem pequeno de brasileiros tem muito mais dinheiro do que toda a classe média, os trabalhadores e os pobres juntos. Além disso, esses super-ricos pagam muito pouco ou quase nada de imposto.

Por: Redação CNTTL
Publicação: 08/05/2020
Imagem de Petição da Taxação das Grandes Fortunas chega a 152 mil: vamos aumentar esse número!

O Brasil está entre os dez países mais desiguais do mundo. Isso significa que um número bem pequeno de brasileiros tem muito mais dinheiro do que toda a classe média, os trabalhadores e os pobres juntos. Além disso, esses super-ricos pagam muito pouco ou quase nada de imposto.

Participe da campanha para TAXAR GRANDES FORTUNAS que está sendo realizada pela Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo e propõe o fim da isenção do imposto de renda sobre lucros e dividendos (o que as grandes empresas tiram como salário para seus acionistas e altos cargos), a taxação de patrimônios acima de R$ 10 milhões e de alta renda (quem ganha R$1,2 milhões por ano), aumento as alíquota máxima do imposto sobre herança, a cobrança de IPVA sobre embarcações de luxo e aeronaves.

“Nada mais justo do que quem tem mais pagar mais. Nós trabalhadores pagamos imposto de renda sobre nosso salário, por que não cobrar o mesmo dos super-ricos? Nós pagamos IPVA, por que eles não pagam sobre seus barcos de luxo, helicópteros e jatinhos? Isso é tudo muito injusto e tem que mudar. Ainda mais neste momento que os governos precisam de mais dinheiro para poder impedir que empresas quebrem, que trabalhadores fiquem desempregados e sem renda, que os pobres morram de fome”, explica Paulo João Estausia, presidente da CNTTL e do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região.

Importância da campanha

"De cada mil contribuintes, apenas 8 conta com uma renda mensal de mais de 80 salários mínimos. Essa elite responde sozinha por um terço de toda a riqueza declarada em bens e ativos financeiros, sendo que metade dessas pessoas chega a ganhar em média 4 milhões de reais por mês! É hora de aumentar os impostos de quem pode mais, e proteger quem pode menos, como as pessoas sem renda, trabalhadores informais e a classe média. A implementação de uma carga tributária justa e solidária permite que 99% da população possa a ter uma renda disponível maior, o Estado aumenta sua capacidade de investimento no Sistema Público de Saúde (SUS) e amplia ações de proteção social, de modo a garantir uma vida digna à toda a população", frisa o manifesto da Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo.

Coleta de assinaturas

 A estratégia principal é coletar assinaturas. A petição online registra mais de 152 mil assinaturas, mas é necessário chegar a 200 mil. Para ajudar,  assine o abaixo-assinado virtual (http://chng.it/Pyv9TnLZzc)

 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
WhatsApp Redação: (11) 96948-7446


Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
Modalcast https://spoti.fi/2YAFWKn #Episódio 4

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: