SP: Metroviários aprovam plano de lutas contra demissões arbitrárias do Metrô e critérios para eleições sindicais

Categoria fará protesto em julho; eleições acontecem em setembro

Por: Redação CNTTL com metroviários de SP
Publicação: 27/06/2019
Imagem de SP: Metroviários aprovam plano de lutas contra demissões arbitrárias do Metrô e critérios para eleições sindicais

assembleia (Foto: Sindicato)

Os metroviários de São Paulo aprovaram em assembleia realizada na noite de quarta-feira (26) um plano de luta contra demissões e os critérios para eleição do Sindicato.

Segundo a entidade, na véspera do último feriado, 20 de junho, a empresa iniciou um processo de demissões, sem apresentar motivos. Até agora cerca de 20 metroviários foram demitidos, causando indignação nos colegas das áreas.

Os trabalhadores aprovaram em assembleia: orientar os companheiros que foram demitidos que procurem o Departamento Jurídico do Sindicato. Ato público na próxima terça-feira, 2 de julho, com local e horário a confirmar, com a participação de todos os demitidos.

Além disso, será distribuída uma Carta Aberta à População denunciando as demissões e o terrorismo que a empresa quer promover na categoria.

Eleições no Sindicato

Na assembleia, os metroviários também aprovaram os critérios para eleição Uma para votar ações contra as recentes demissões e outra para aprovar os critérios das próximas eleições do Sindicato.

Segundo o Sindicato, as eleições acontecerão de 9 a 13 de setembro de 2019. A votação será realizada por chapas com o critério de composição proporcional da próxima direção. As chapas deverão ter ao menos 25 diretores, com no mínimo 20% de mulheres e devem estar representadas em pelo menos duas das três áreas.

As três áreas são: Gerência de Manutenção, Gerência de Operação e Administração/Aposentados/Obras. As Linhas 4 e 5 participarão das eleições sendo que as urnas ficarão na sede do Sindicato.

Foram apresentadas duas propostas com relação à forma da direção do Sindicato. Uma pela manutenção da forma atual (três coordenadores-gerais) e outra com desmembramento da coordenação da seguinte maneira: um coordenador-geral presidente, um coordenador da Secretaria-Geral e outro coordenador-adjunto vice-presidente. Venceu a proposta de manutenção do atual colegiado (três coordenadores-gerais).

A assembleia também aprovou proporcionalmente a Comissão Eleitoral, que será indicada e divulgada no próximo material do Sindicato.

 

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: