Pernambuco: Sina e INSS firmam termo de cooperação que garante postos de trabalho de 250 aeroportuários

Também participaram da reunião membros da equipe avançada da Infraero que estão acompanhando junto com o Sindicato a inserção dos empregados da estatal para outros órgãos públicos

Por: Viviane Barbosa, da Redação da CNTTL
Publicação: 03/06/2019
Imagem de Pernambuco: Sina e INSS firmam termo de cooperação que garante postos de trabalho de 250 aeroportuários

Félix, diretor do Sina, Marcos de Brito Campos Junior do INSS-PE e Luciana Santos coordenadora de movimentação de pessoas do aeroporto Recife

A base do Sina (Sindicato Nacional dos Aeroportuários), em Pernambuco, é a primeira a implantar um Termo de Cooperação Técnica com a equipe avançada da Infraero, que prevê a transferência de empregados da estatal para outros órgãos públicos.

Esse acordo é resultado do Decreto nº 9.180, de 24 de outubro de 2017, que garante os postos de trabalho para os funcionários da estatal dos aeroportos que foram concedidos para iniciativa privada.  Em março, o governo Bolsonaro privatizou  12 aeroportos da Rede Infraero.

A espanhola Aena levou o bloco nordeste por R$ 1,9 bilhão, um ágio de 1.010% sobre o patamar mínimo de outorga previsto pelo governo. O bloco inclui os aeroportos de Recife (PE), Aracaju (SE), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB) e Juazeiro do Norte (CE).

Em Recife, cerca de 250 aeroportuários no Aeroporto Internacional Gilberto Freyre irão fazer parte das agências do INSS da região. O acordo foi firmado em reunião com o Sina e a Superintendência do INSS- PE, no último dia 30 de maio. Também participou do encontro a equipe avançada da Infraero que está acompanhando junto com o Sindicato a inserção dos empregados da estatal para outros órgãos públicos.

"O INSS atendeu ao pedido do Sina em relação à transferência de empregados para agências de interesses dos trabalhadores, respeitando a distância de suas residências e a necessidade do órgão. Nós, aeroportuários, continuaremos fazendo nossas atividades e também poderemos assessorar no que tange à concessão de aposentadorias, atividade exclusiva do servidor do INSS, disse ao Portal da CNTTL, o diretor do Sina, Leonardo Félix.

O  coordenador Geral do Sindsprev-PE, Luiz Eustáquio,  disse que os aeroportuáriosaero serão muito bem-vindos às unidades do INSS. “É importante que esses trabalhadores que fizeram concurso público sejam realocados. Com certeza, eles irão fortalecer o INSS, que é um patrimônio da sociedade brasileira, que garante o direito das pessoas aposentarem. Esse setor é o que mais se comunica com a sociedade e hoje precisa muito de funcionários. O governo deveria olhar mais para o INSS”, explica.

Outros órgãos públicos

Segundo Félix, até o momento a Advocacia Geral da União (AGU) publicou 31 portarias, que destinarão oportunidades para os aeroportuários nos demais órgãos da União.

“Nosso intuito é que todos os aeroportuários no Brasil sejam atendidos e permaneçam dentro de sua localidade, podendo trabalhar em órgãos, como AGU, INSS, Universidades Federais, entre outros. Esse foi o melhor caminho que buscamos para preservar os postos de trabalho dos aeroportuários e as suas atividades. Vamos continuar com união, coragem e responsabilidade. Ninguém larga a mão de ninguém", finaliza Felix.

A medida que o governo for concedendo os aeroportos, o Sina e a equipe avançada da Infraero farão acordos de cooperação técnica com diversos órgãos da União para empregar os trabalhadores aeroportuários.

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: