Juiz de Fora: Rodoviários notificam órgãos públicos sobre atrasos no depósito do FGTS de trabalhadores da GIL

O presidente da entidade, Vagner Evangelista, foi apurar junto à empresa e teve a confirmação de que realmente os depósitos não têm ocorrido desde meados do ano de 2018

Por: Redação CNTTL com Sinttro/JF
Publicação: 10/04/2019
Imagem de Juiz de Fora: Rodoviários notificam órgãos públicos sobre atrasos no depósito do FGTS de trabalhadores da GIL

Arte: Sindicato

O Sindicato dos Rodoviários de Juiz de Fora (Sinttro/JF) recebeu denúncia que a empresa de transportes GIL (Goretti Informações LTDA)  não está  cumprindo com as suas obrigações com o trabalhador sobre o depósito do FGTS.

O presidente da entidade, Vagner Evangelista, foi apurar junto à empresa e teve a confirmação de que realmente os depósitos não têm ocorrido desde meados do ano de 2018. “São centenas de trabalhadores que estão sem este recurso garantido em lei e não sabem quando terão os saldos do FGTS reposto e em dia”, relata o presidente do Sindicato.

O Sinttro/JF fez ofício comunicando o ocorrido à Prefeitura de Juiz de Fora, diretamente endereçado ao Sr. Prefeito Antônio Almas e outro à Settra, para que estes órgãos fiquem cientes do problema e ajudem na sua resolução. “Não aceitaremos de forma alguma que o rodoviário fique sem o que lhe é de direito. Caso não se chegue a uma solução nos próximos dias, o setor jurídico do Sindicato já está ciente do problema e estuda medidas afim de cobrar tais pagamentos”, alerta Evangelista.

 

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: