Aviação: Irregularidades da Passaredo são debatidas em reunião

Sindicato Nacional dos Aeroviários questiona atraso nos salários e demais irregularidades trabalhistas. Empresa aérea está em Recuperação Judicial

Por: Cláudia Fonseca, do Sindicato Nacional dos Aeroviários
Publicação: 07/02/2019
Imagem de Aviação: Irregularidades da Passaredo são debatidas em reunião

Dirigentes durante reunião com a Passaredo em SP - foto Divulgação

Dirigentes do SNA (Sindicato Nacional dos Aeroviários) se reúnem com a direção da Passaredo, no dia 1 fevereiro, na sede da FENTAC/CUT (Federação Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil/Central Única dos Trabalhadores), em São Paulo. O objetivo do encontro foi debater as denúncias recebidas pelos funcionários e ex-funcionários da empresa que se encontra em Recuperação Judicial.

O primeiro ponto abordado foram as demissões: a Passaredo não convoca o Sindicato para acompanhar o processo de negociação das dívidas trabalhistas com o profissionais que foram dispensados. A companhia aérea se comprometeu em rever a situação, mas já informou que o pagamento do FGTS e demais diretos trabalhistas desses aeroviários é parcelado. Ainda segundo a direção da Passaredo, a empresa não discute com o Sindicato casos de trabalhadores que já entraram com ações na justiça.

Salários atrasados

Segundo a direção da companhia aérea, os atrasos nos salários são os seguintes: o 13º de 2018, que está previsto para começar a ser debatido sobre as formas de pagamento em março; os salários de janeiro, que estão estimados para serem pagos 50% até o dia 10 e o restante até o final de fevereiro; o vale alimentação e vale refeição de fevereiro, que estão previstos para pagamento entre os dias 15 e 30 deste mês. Quanto as questões levantadas sobre possíveis irregularidades com o cartão de ponto, a Passaredo afirma seguir as normas do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

Vale Transporte de Salvador

Uma das denúncias recebidas pelo SNA é a de que os profissionais que atuam no turno da madrugada, base Salvador (BA), não recebem vale-transporte. A direção da empresa afirma que o benefício não é pago porque a Passaredo já paga o Uber como transporte para os profissionais.

Luiz Pará, presidente do SNA, pede aos trabalhadores e trabalhadoras que não deixem de acionar o Sindicato caso tenham alguma dúvida, objeção sobre as pautas abordadas na reunião ou denúncia de novas irregularidades cometidas pela Passaredo.

Além dele, participaram do encontro os dirigentes do SindiGru (Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos)  Ronnie Von Araújo e Cláudio Chagas Cruz (Xinxim). Já a Passaredo foi representada pela Fernanda Ferreira Martins e Patrícia Munhol, respectivamente Gerente de RH e Gerente do Jurídico.

Bases da Passaredo representadas pelo SNA

Brasília (DF) | Salvador (BA) | Vitória da Conquista (BA) | Barreiras (BA) | Araguaína (TO) | Palmas (PR) | Rondonópolis (MT)

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: