Rio de Janeiro: Contra desmonte da Infraero, aeroportuários participam de audiência pública na OAB

Segundo o Sina, o objetivo foi dar um “pontapé inicial” na campanha em defesa das empresas estatais

Por: Redação CNTTL com Sina
Publicação: 26/06/2017
Imagem de Rio de Janeiro: Contra desmonte da Infraero, aeroportuários participam de audiência pública na OAB

Foto: Sina

Na luta em defesa da Infraero, o Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) participou na última sexta (23) de audiência pública que debateu o desmonte das estatais no governo Temer. A audiência aconteceu na sede da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), no Rio de Janeiro.

Segundo o Sina, o encontro foi positivo e deu um  “pontapé inicial” na campanha em defesa das empresas estatais, no sentido de contrapor  a mentalidade de que a iniciativa privada vai tornar as empresas mais eficientes e de que deveriam ser privatizadas.

O representante do Sina no evento, Rodrigo Gonçalves, denunciou a iniciativa do governo Temer de privatizar a Infraero, inclusive alertando que os representantes do governo e o presidente da estatal, Antônio Claret, estão buscando investimentos na Europa.

O sindicalista também destacou a importância da Infraero na integração nacional e no desenvolvimento econômico do país, e denunciou os prejuízos causados ao serviço prestado à população a partir da concessão de aeroportos da Rede Infraero à iniciativa privada. Além do risco que os aeroportos deficitários sofrem de fechar, caso a estatal seja privatizada estatal.

Estatais instrumentos da política econômica

Na ocasião, o técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Gustavo Teixeira, deu exemplos de como as estatais podem ser usadas como instrumento de política econômica. “Em 2015, o total de investimento no país chegou a 63 bilhões de reais. No caso das estatais, 22 bilhões, o que representa 35% dos dividendos distribuídos no Brasil. E a gente tem que levar em consideração que esses números são de um período em que as estatais nem apresentavam seus resultados mais positivos. Essa crença de que as estatais são ineficientes e não geram resultados é falsa”, apontou.

Em sua fala, o professor de Direito e Economia da Universidade de São Paulo (USP), Gilberto Bercovici, destacou que praticamente todos os serviços públicos  foram feitos por uma empresa estatal: o aeroporto, a plataforma de petróleo, a rede de energia elétrica, telefonia, esgoto e transporte.

Participaram da audiência especialistas em Direito e Economia, os deputados federais Wadih Damous, Glauber Braga, Chico Alencar e Jandira Feghali, dirigentes da CUT, da CTB e representantes de sindicatos de trabalhadores de várias estatais, como a Embrapa e a Eletrobrás.

Apoio

O movimento #LutoPelaInfraero tem apoio da CNTTL e Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da CUT (FENTAC) . Recentemente, o Sina participou em Brasília do lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional, que reúne senadores, deputados e movimentos sociais na luta contra o domínio do capital financeiro e a privatização.

A entidade também realizou protestos em  vários aeroportos da rede Infraero nos dias 19 e 20 de junho. A luta em defesa da estatal pública brasileira é permanente.

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: