Mexeu com Lula, mexeu comigo: Milhares de pessoas fazem vígila na casa de Lula

CNTTL/CUT manifesta apoio ao companheiro Lula e repudia essa onda de perseguição de parte da mídia golpista e do judiciário

Por: CUT Nacional
Publicação: 17/10/2016
Imagem de Mexeu com Lula, mexeu comigo: Milhares de pessoas fazem vígila na casa de Lula

Lula em SBC - foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Diante de notícias que correram neste final de semana pelas redes sociais e até mesmo pela imprensa tradicional, de que Lula poderia ser preso na manhã desta segunda-feira ou nos primeiros dias da semana, um gupo de militantes e dirigentes sindicais reuniu-se diante do edifício onde o ex-presidente Lula mora, em São Bernardo, para uma vigília de “proteção” a ele.

Os primeiros militantes chegaram já na noite de domingo, por volta das 22h. A vigília prosseguiu até as 8 da manhã desta segunda. Havia aproximadamente 200 pessoas, que portavam cartazes contra a prisão de Lula, pelo “Fora Temer” e bandeiras do PT.

A Polícia Federal não apareceu por lá mas, segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques, a mobilização serviu para mostrar que “vamos lutar para defender nosso legado”, conforme ele disse ao encerrar a vigília.O dia não nascera quando as pessoas já aguardavam qualquer incidenteO dia não nascera quando as pessoas já aguardavam qualquer incidente

Boatos?

O blog da Cidadania, de Eduardo Guimarães, garantiu, em postagem na última sexta, que a prisão de Lula era certa. De lá pra cá, nas redes sociais, informações truncadas sobre o assunto foram divulgadas. No facebook, houve postagens que afirmavam ser a notícia um boato plantado pelo MBL (Movimento Brasil Livre) para confundir a militância e desviar a atenção de temas urgentes, como a PEC 241.

De qualquer maneira, militantes mais antigas, como Cida Lima, dirigente do movimento de Mulheres do Itaim Paulista, extremo Sul da cidade de São Paulo, crê que o momento não é para vacilo. Ela, que esteve na vigília, se disse “decepcionada” com o pequeno número de pessoas que participou da mobilização.

Voltar para as bases

“A situação que a gente está vivendo é muito grave. Eu me lembro em 1979, quando o Lula foi realmente preso, nós fomos em multidão para São Bernardo”, conta. “A militância tem de voltar para as bases agora e explicar para o povo o que está acontecendo. O povo está dormindo, a Globo conseguiu enganar todo mundo”, analisa.

Para ela, as redes sociais não são suficientes para mobilizar. “Temos de abandonar o comodismo”.Cida, ao lado de José Antonio de Moraes, da FUP: largar o comodismoCida, ao lado de José Antonio de Moraes, da FUP: largar o comodismo

Exílio de Lula?

Lula afirmou, em recente ato com os movimentos sociais, que se fosse necessário, se exilaria em Guaranhuns (PE), cidade onde nasceu. Foi uma troça em relação à possibilidade, aventado por uns e defendida por outros, de que ele se ausentaria do país ou pediria abrigo em alguma embaixada estrangeira. Por mais de uma ocasião, o Instituto Lula divulgou notas desmentindo notícias espalhadas pelos meios de comunicação de que o ex-presidente estaria em tratativas para exilar-se do país.

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: