Lula: “Se for necessário, eu volto. E se eu voltar é para ganhar”

Ex-presidente está denunciando o golpe pelo Brasil

Por: Com RBA
Publicação: 05/08/2016
Imagem de Lula: “Se for necessário, eu volto. E se eu voltar é para ganhar”

HEINRICH AIKAWA/INSTITUTO LULA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a falar numa eventual candidatura à presidência da República. "Se for necessário, eu volto. E se eu voltar é para ganhar as eleições", afirmou, na quarta (3) em discurso para assentados do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), no município de Santa Cruz Cabrália, extremo sul da Bahia.

 

 No discurso,  Lula falou sobre o golpe em andamento no país. “Não é a Dilma que está sendo cassada, é o voto de todos os baianos, de todos os brasileiros. Estamos vivendo um golpe neste país. Parlamentares decidiram que a Dilma tinha que sair e deram um golpe."

 

Em sua fala, no conjunto conhecido como Assentamento Lulão, em que vivem 132 famílias, ele disse que "estão querendo criminalizar o PT, o Lula, a Dilma e o MST".

Para um público de trabalhadores e sem-tetos que, segundo a assessoria do MST, vieram de várias cidades da região para ouvi-lo falar, o ex-presidente fez referências a suas políticas de inclusão e ao descaso com que a população era tratada nos governos anteriores ao seu, iniciado em 2003. "Esse país tem tudo que um país precisa. O que esse país não tinha era vergonha na cara de quem governava", afirmou.

É a segunda vez que Lula visita o local, onde esteve há dez anos, quando o assentamento estava sendo instalado. Lula chegou por volta das 13h ao Conjunto Lulão-Cabrália. No local, as 132 famílias assentadas têm casas com energia, cinco poços artesianos, um galpão como espaço social, nove represas, uma quadra poliesportiva em construção e uma despolpadeira de frutas. Além disso, as famílias contam com uma escola em que estudam 285 crianças da pré-escola ao Ensino Fundamental II. À noite, adultos fazem cursos no EJA.

 

Antes de almoçar com as lideranças e a comunidade local, Lula visitou uma agroindústria das famílias do assentamento. "Aprendemos que esse país pode ser governado com dignidade. As pessoas humildes não querem muito. Querem trabalhar, estudar e acesso a cultura", disse.

Lula cumpre agenda no Nordeste, incluindo os estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Bahia. Ontem, em entrevista ao jornal Tribuna do Norte, de Natal, ele afirmou que só será candidato "se forem concretizadas as ameaças às conquistas sociais destes últimos 14 anos e as forças democráticas e progressistas entenderem que não há outro nome em melhores condições".

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: