Peru: FENTAC participa de Encontro Internacional de Comunicação da Rede LATAM

Objetivo é traçar um plano global, que vise impulsionar as ações sindicais nos sete países

Por: Viviane Barbosa, da Redação da CNTTL/CUT
Publicação: 20/07/2016
Imagem de Peru: FENTAC participa de Encontro Internacional de Comunicação da Rede LATAM

Encontro de Comunicadores da Rede LATAM/ITF

Dirigentes da FENTAC e dos sindicatos filiados de aeroviários e aeroportuários participam nesta quinta-feira (21) do Encontro de Comunicação da Rede LATAM, que acontece em Lima, no Peru, e termina na sexta-feira (22).

Participam os presidentes da Federação, Sergio Dias, do Sindicato Nacional dos Aeroviários, Luiz Pará, o dirigente do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), Ademir Lima de Oliveira e diretora do Sina e Secretária da Mulher da CNTTL/CUT, Mara Meiry Tavares de Jesus Amaro.

O evento conta com o apoio da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) e  reúne jornalistas e dirigentes de sindicatos de sete países, onde operam a fusão da chilena LAN com a brasileira TAM – maior empresa aérea da América Latina, que emprega 50 mil profissionais (aeroviários e aeronautas- confira o infográfico).

Na ocasião, os dirigentes brasileiros e latino-americanos vão socializar os problemas que afetam as relações de trabalho nos seus países e traçarão um plano de comunicação, que vise impulsionar de forma global as ações sindicais da Rede LATAM, atendendo as realidades de organização de cada país.  


Sergio, Pará, Ademir e Mara - foto: celular

Abertura de 100% do capital para empresas aéreas estrangeiras

Sergio Dias falará sobre a preocupação da recente aprovação pela Câmara dos Deputados da Medida Provisória (MP 714/16) no que permite que empresas estrangeiras possam ter total controle do capital de companhias aéreas no Brasil, que coloca em risco a integração e a soberania nacional.

"É bastante preocupante. Antes, esse setor tratava de soberania era visto como um setor estratégico, que promovia a integração. Agora assistimos esse tipo de atitude da Câmara, aprovando uma MP como essa, sem levar isso em consideração", frisa Sergio Dias, presidente da FENTAC.

Segundo ele, caso a liberalização seja aprovada, as empresas internacionais deverão se concentrar nas rotas mais rentáveis, deixando áreas mais distantes e menos lucrativas desassistidas. "Até mesmo nos EUA, que muitas vezes serve de referência, isso não ocorre, e aqui eles estão querendo fazer essa abertura."

Ressalvas trabalhistas 
A MP agora segue para apreciação no Senado. A expectativa da FENTAC e do Sindicato Nacional dos Aeronautas é que sejam mantidas no texto o parecer do relator, deputado Zé Geraldo (PT-BA), que incluiu as reivindicações das entidades que asseguram ressalvas trabalhistas.

As emendas visam garantir que direitos de tráfego brasileiros seja exercidos por tripulantes brasileiros, com contrato de trabalho no país.  

Para as entidades, sem as devidas ressalvas trabalhistas haverá uma inevitável perda de postos de trabalho de aeronautas (que trabalham nas aeronaves))  e aeroviários (que trabalham em solo) brasileiros para estrangeiros, contratados com custos menores, o que afetaria inclusive a segurança de voo, já que o Brasil não teria controle sobre a formação destes profissionais.

 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: