Mara: “Diante dessa conjuntura política-econômica, o sindicalismo precisa evoluir nas estratégias”

A Secretária da Mulher da CNTTL participou de palestra do Dieese promovida pela CUT/MG

Por: Redação CNTTL
Publicação: 25/05/2016
Imagem de Mara: “Diante dessa conjuntura política-econômica, o sindicalismo precisa evoluir nas estratégias”

Participantes da palestra - divulgação

A CUT Minas Gerais promoveu na terça-feira (24) a palestra “Análise de Conjuntura Político-Econômica, ameaça aos Direitos dos Trabalhadores e impacto sobre a agenda sindical”. A Secretária da Mulher da CNTTL, Mara Tavares, representou a Confederação na atividade.  

A palestra foi ministrada pela Assessora da Direção Técnica do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Lilian Arruda Marques.  

Em entrevista ao Portal CNTTL, Mara disse que a palestra do Dieese foi muito produtiva e mostrou um lado cruel que está por vir no Congresso Nacional. “Há dois anos essa “turma” de deputados se reúne toda semana para planejar esses projetos que representam uma grande atrocidade para os direitos dos trabalhadores e nós precisamos nos planejar também para se contrapor a esses ataques”, disse.

A sindicalista reforçou também que a maioria dos deputados que votou a favor do impeachment, no dia 17 de abril, votou na realidade contra a presidenta Dilma, porque ela não se reunia com eles, não os ouvia, essa falta de diálogo, resultou no seu afastamento.

Mara avalia que diante dessa conjuntura, o sindicalismo precisa evoluir nas estratégias, estar preparado para debater esses projetos e defender a ótica dos trabalhadores. “As mobilizações e protestos são importantes, mas temos que estar extremamente preparados para os debates nas Comissões da Câmara e Senado”, destaca.

A dirigente também alertou para os projetos nefastos. “São mais de 50 projetos de lei que estão tramitando e, tirando o perverso PL da terceirização que acaba com a carteira de trabalho, a volta do trabalho escravo, o Brasil vai retroceder”,salienta.

Para Mara, essa conta terá um preço alto. “Todos serão penalizados, até os coxinhas, que na minha opinião são trouxinhas. Eles não sabem o que retrocesso que o Brasil viverá caso esses projetos sejam aprovados”, finaliza.

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email:

Filiados