"Nossa luta é pela desconstrução da desigualdade entre homens e mulheres", diz a agente de trânsito Nelci

Ela completa nesse ato 20 anos na CET/SP e é Secretária da Mulher do Sindviarios

Por: Vanessa Barboza, Redação CNTTL com a colaboração de Beatriz Chaves
Publicação: 08/03/2016
Imagem de

Nelci Fidelis, no Seminário de Planejamento da CNTTL/CUT - Foto: divulgação

Nelci Fidelis é agente de trânsito da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), em São Paulo. Com 20 anos de profissão, completados este ano, a trabalhadora é também Secretária da Mulher do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema de Fiscalização, Planejamento Viário e Urbano do Estado de São Paulo (Sindviarios/SP). 

Em entrevista para a Série Mulheres no Transporte, Nelci fala sobre a importância da luta das mulheres  por seus direitos, as conquistas das viárias e o que a motivou a entrar no movimento sindical. Confira: 

Há quanto tempo você trabalha na CET? O que te motivou a entrar no movimento sindical?

Este ano completo 20 anos na CET.  E o que me motivou a participar do movimento sindical foi e sempre será a busca do fortalecimento de nós classe trabalhadora diante da precarização e flexibilização das relações de trabalho. Temos um sistema injusto de distribuição de renda e uma  reforma agrária que nunca se concretiza de fato, portanto, a luta é constante e temos que formar novos quadros nas entidades sindicais para que os recém chegados ao mercado de trabalho possam compreender que sem luta e união a classe trabalhadora sempre estará refém do capital.

 Qual a importância da luta das mulheres pelos seus direitos? 

 A luta que nós mulheres travamos no nosso dia a dia é pela desconstrução da desigualdade entre homens e mulheres, remanescentes de uma sociedade machista, classista e racista. 

 O Sindicato representa quantas trabalhadoras e trabalhadores?

O Sindviários tem representação estadual em SP e representamos uma média de 6 mil trabalhadores, sendo 2 mil mulheres.

Quais foram as principais conquistas, asseguradas no Acordo Coletivo de Trabalho, para as agentes de trânsito?

Nosso ACT dá ênfase ao respeito e valorização das pessoas nas relações de trabalho, através de condutas sociais solidárias e responsáveis. Para a trabalhadora gestante, temos garantido a licença gestante de 180 dias, e no período de gestacional imediato remanejamento do local de trabalho que apresentar condições insalubres ou perigosas, além de auxílio creche e de ensino especial.


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: