Caminhoneiros: CNTTL/CUT se reúne com o governo para debater tabela mínima de frete

A pauta é uma das principais reivindicações da categoria


Publicação: 10/03/2015
Imagem de Caminhoneiros: CNTTL/CUT se reúne com o governo para debater tabela mínima de frete

divulgação

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística da CUT (CNTTL/CUT), Paulo João Estausia, Paulinho, e  lideranças da Comissão que está debatendo a pauta dos caminhoneiros se reúnem nesta terça-feira (10) com representantes do governo para discutir a construção de uma tabela referencial mínima de frete por modalidade. A reunião será na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres, em Brasília.

Avanços

A presidenta Dilma sancionou sem vetos a nova Lei dos Caminhoneiros. O texto organiza a atividade de motorista profissional ao definir jornada de trabalho, formação, seguro por acidente, atendimento de saúde e tempo de descanso e repouso. A sanção integral era uma demanda do setor.

Dilma também  assumiu o compromisso de atender de forma imediata as seguintes reivindicações dos caminhoneiros:  não reajustará o preço do óleo diesel pelo período de seis meses e adotará uma política de refinanciamento das dívidas dos caminhões do programa Pró-Caminhoneiro e Finame, possibilitando que o pagamento do financiamento atrasado possa ser feito com a carência de 12 meses, beneficiando os caminhoneiros que estão passando por dificuldades financeiras.

Pauta
As reivindicações dos caminhoneiros foram definidas em Encontro Nacional dos Transportadores Autônomos, promovido pela CNTTL/CUT, durante os dias 26 e 27 de novembro de 2014, em Votorantim (SP), que reuniu lideranças dos caminhoneiros autônomos de São Paulo, Santos, Campinas, Guarulhos, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Tocantins e de outras regiões do País.
A pauta foi entregue pela Confederação à Casa Civil e à Secretaria Geral da Presidência da República no fim de 2014.

Comissão que está debatendo a pauta dos caminhoneiros com o governo:

Paulo João Estausia - presidente da CNTTL/CUT
Carlos Roesel – presidente do Sindicato dos Cegonheiros de Minas Gerais
Carlos Alberto Litti Dahmer – presidente Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos de Ijui- RS
Vantuir José Rodrigues – presidente Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos de Goiana e Região
Benedito Pantalhão – presidente do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos da Região Metropolitana de Campinas e da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Cargas
Luiz Fernando Ribeiro Galvão – presidente Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos de Guarulhos – SP
Bernabé A. P. Rodrigues (Gastão) – diretor da Federação dos Caminhoneiros Autônomos de Cargas em Geral do Estado de São Paulo

 

Base CNTTL
A Confederação representa mais de 150 sindicatos filiados e oito federações dos modais dos transportes rodoviário, ferroviário, metroviário, moto-táxi, portuário, marítimo, fluvial, viário e aéreo em todo o País.

No dia 18 de dezembro de 2014, a assembleia dos trabalhadores em transportes aprovou a ampliação da abrangência da Confederação, que mudou a sigla de CNTT para CNTTL, passando a representar também os caminhoneiros autônomos e os trabalhadores no setor de logística do Brasil. Somando todos os modais, cargas e logística a base da CNTTL é de aproximadamente seis milhões de trabalhadores no Brasil.

Redação CNTTL 


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
WhatsApp Redação: (11) 96948-7446


Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
Modalcast https://spoti.fi/2YAFWKn #Episódio 4

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: