CUT-RS lança campanha contra sabotagem de Bolsonaro à vacina contra Covid-19

Vacina contra a Covid-19 para todos os brasileiros e brasileiras, exige a campanha da CUT-RS.

Por: Redação CUT
Publicação: 10/12/2020
Imagem de CUT-RS lança campanha contra sabotagem de Bolsonaro à vacina contra Covid-19

vídeo RS

“Deixar o Brasil no fim da fila é crime. Vacina para todos.” Com essa chamada, a CUT-RS lança nesta quinta-feira (10) uma campanha contra a sabotagem do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL), que até agora não tem um plano nacional de imunização contra a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.
Vacina contra a Covid-19 para todos os brasileiros e brasileiras, exige a campanha da CUT-RS.  

“A sociedade não pode mais assistir de braços cruzados o descaso como Bolsonaro trata a pandemia do novo coronavírus. Primeiro, ele dizia que era uma gripezinha. Depois, fez deboche da ciência. Agora, usa ideologia frente aos testes para vacinas que outros países estão fazendo para prevenir a população contra essa doença que mata”, afirma o presidente da CUT-RS, Amarildo Cenci.

O dirigente se refere ao descaso de Bolsonaro em relação a maior crise sanitária do século e a guerra iniciada pelo presidente contra a CoronaVac, vacina criada e produzida pelo laboratório chinês Sinovac, comprada pelo governo de São Paulo, que vai produzir no Instituto Butatan. A CoronaVac é desprezada por Bolsonaro por ser produzida em um país comunista.

Amarildo também se refere ao fato de, até agora, o governo não ter sequer dito como, quando e se tem insumos, como seringas, para o país dar início a uma campanha de vacinação. 

Esta semana, depois de ser pressionado pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), sobre a compra de vacinas contra Covid-19, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse primeiro que o prazo para aprovação de vacinas era de 60 dias. Criticado, voltou atrás e disse que o país pode iniciar a vacinação ainda este ano, mas não apresentou plano de vacinação nem disse onde vai comprar ou se tem os insumos.

Para o presidente da CUT-RS, o único caminho para o país é avançar no processo de vacinação e seguir respeitando os protocolos de segurança e as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) de isolamento social, uso de máscaras, álcool em gel e lavagem constante das mãos, únicas formas de conter a disseminação do vírus até a vacinação em massa. 

Queremos vacina eficaz para todos no Brasil como forma de combater a pandemia e acabar com essa tragédia, que já deixou entre nós um saldo de mais de 178 mil vidas perdidas e mais de 6,7 milhões de infectados.
- Amarildo Cenci
O dirigente adverte que “o Brasil não pode ser um dos primeiros em mortes e infectados e um dos últimos para vacinação. Misturar ideologia e vacina mata”.

Em número de mortes, o Brasil, com 178.995 vidas perdidas, só perde para os Estados Unidos, que registraram 289.450 óbitos desde o início da pandemia do novo coronavírus.

Segundo Amarildo, “Bolsonaro anda mais preocupado em proteger as trapaças dos seus filhos e ‘passar a boiada’ no patrimônio público e nos direitos da classe trabalhadora do que defender a vida, o emprego e a economia”.

A campanha da CUT-RS pola vacinação em massa dos brasileiros e brasileiras será feita em parceria com a CUT Brasil e várias entidades filiadas, por meio de vídeos e cards nas mídias sociais envolvendo a rede de comunicação da CUT.

Assista ao primeiro vídeo da campanha

 

Texto: CUT-RS

Edição: Marize Muniz


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
E-mail: jornalismo@midiaconsulte.com.br



Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
 

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: