Campanha Salarial Aviação: FENTAC entrega pauta de reivindicações para SNEA

Aos poucos a aviação comercial está retomando. Agora os trabalhadores e trabalhadoras se preparam para outro embate com as empresas aéreas: a negociação das suas pautas

Por: Viviane Barbosa, da Redação da CNTTL
Publicação: 08/10/2020
Imagem de Campanha Salarial Aviação: FENTAC entrega pauta de reivindicações para SNEA

Paulo Alexandre, presidente da FENTAC - foto: arquivo pessoal

A aviação civil foi um dos setores do transporte mais afetados pela pandemia do novo coronavírus. Com o fechamento das fronteiras nos últimos cinco meses, os aeroportos brasileiros operaram somente com malha essencial e logo vieram as consequências para profissionais do setor com a queda drástica no número de voos: demissões, reduções salariais e licenças não remuneradas.

Os sindicatos da aviação civil – aeroviários e aeronautas da base da FENTAC-CUT (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil) -- tiveram papel relevante na luta pela preservação dos direitos conquistados nas Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs).

Aos poucos a aviação comercial está retomando. Agora os trabalhadores e trabalhadoras se preparam para outro embate com as empresas aéreas: a negociação das pautas da Campanha Salarial 2020.

Os aeroviários – que trabalham nas operações em solo, como: manutenção, administrativo e atendimento check-in/ e outros – aprovaram as pautas que serão entregues para o SNEA (Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias) nesta sexta-feira (9).

“Nosso setor foi um dos mais afetados pela COVID-19. No GRU Airport (Aeroporto Internacional de Guarulhos), por exemplo, a média diária de passageiros antes da pandemia era 120 mil e caiu para 5 mil, mas está melhorando: hoje são 40 mil passageiros por dia. Nossa luta, além da  preservação dos direitos conquistados nas Convenções, é manter o nível dos empregos e barrar as terceirizações, que colocam em risco a segurança de voo”, disse ao Portal da CNTTL, o novo presidente da FENTAC, o aeroportuário de Guarulhos, Paulo Alexandre.

Outras reivindicações dos sindicatos aeroviários de Guarulhos, Recife e Porto Alegre são a reposição da inflação da data-base, 1º de dezembro, - calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) -- e mais 2% de aumento real nos pisos, benefícios e demais itens econômicos.

Também lutarão pela melhoria no auxílio creche para as mães aeroviárias para 24 meses, bem como a concessão de Vale-Alimentação nas férias, licença-maternidade para salários até R$ 10 mil e que as homologações sejam realizadas nos sindicatos.

Outro item de pauta da categoria é que todas as cláusulas sociais tenham validade por dois anos.

Com relação aos aeronautas, o SNA, sindicato categoria, convocou assembleia de votação on-line, que terá início nesta quinta-feira (8), às 9h, para deliberação sobre a pauta de reivindicação da categoria para renovação da Convenção Coletiva de Trabalho 2020/2021 e sobre a autorização para que o Sindicato negocie a pauta com o SNEA.

Novas aéreas

Perguntado sobre as novas empresas aéreas Itapemirim Linhas Aéreas e Nella que anunciaram que irão iniciar no mercado brasileiro em 2021, Paulo disse nenhuma conversa foi realizada, mas que se elas cumprirem a CCT as NRs (Normas Regulamentadoras) não haverá problemas.

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (FENTAC-CUT)representa cerca de 90 mil aeroviários nos aeroportos de Guarulhos, Salgado Filho (Porto Alegre) e Gilberto Freyre (Recife) e tripulantes (comissários de voo, pilotos e co-pilotos). A data-base é 1º de dezembro.


Redação CNTTL

Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação &Marketing 

Editora e Assessora de Imprensa:Viviane Barbosa MTB - 28121 
WhatsApp Redação: (11) 96948-7446


Siga a CNTTL nas redes sociais:
www.facebook.com/cnttloficial
www.twitter.com/cnttloficial
www.youtube.com/cnttl
Modalcast https://spoti.fi/2YAFWKn #Episódio 4

Mídia

Filiados

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: