Secretária da Mulher da CNTTL/CUT faz alerta sobre conscientização e combate ao machismo no sindicalismo

O Portal da CNTTL publica opinião da dirigente e companheira Mara Meiry

Por: Redação CNTTL/CUT
Publicação: 07/03/2018
Imagem de Secretária da Mulher da CNTTL/CUT faz alerta sobre conscientização e combate ao machismo no sindicalismo

Arte em Homenagem ao Dia Internacional das Mulheres da CNTTL/CUT - criação: Mídia Consulte

O Portal da CNTTL/CUT publica a seguir uma mensagem de luta, reflexão e resistência da companheira Mara Meiry, Secretária da Mulher da CNTTL/CUT, sobre o Dia Internacional das Mulheres, celebrado nesta quinta-feira, 8 de março, em todo o mundo. Confira: 


Falar do dia 8 de março, Dia Internacional de Luta das  Mulheres, para mim é um grande privilégio e ao mesmo tempo um desafio enorme. Sem dúvida temos muito o que comemorar graças às grandes e renomadas mulheres aguerridas que nos antecederam e até derramaram seu sangue para que pudéssemos ter algum direito ou garantias nos dias de hoje. Triste é sabermos que ainda falta tanto. Que nosso caminho ainda é muito longo. 

Sofremos ataques por todos os lados e cotidianamente. A reforma Trabalhista, a Lei da Terceirização, recém aprovadas, e as propostas de reforma da Previdência, nos afetam diretamente e sobremaneira quem ganha rendas menores e, além disso, potencializa o aumento da violência contra a mulher. Os índices sobem a cada dia.  O feminicídio  é assustador. 

Para nós, mulheres guerreiras do transporte no Brasil, que lutamos todos os dias para manter direitos já conquistados no papel, mas muitas vezes longe de ser cumpridos,  a luta é incansável. Vivenciamos as questões do machismo, da violência verbal, psicológica que passa muitas vezes como uma "brincadeira" mas que machuca. Fere. 

Combate ao machismo

Gostaria de aproveitar este espaço que me foi dado para chamar a atenção também do machismo que ainda existe dentro das nossas instituições.  Quando digo instituições, não estou me referindo aos nossos empregadores, mas sim às instituições sindicais, de quem nós esperamos apoio e proteção.  Em algumas isto se dá de uma forma muito intensa, porém, velada. 

Chamo atenção também daqueles homens que não são machistas,  mas que se calam diante do companheiro que agride verbalmente, desqualifica, ameaça e assedia moral e sexualmente, ou seja, são coniventes. A omissão também dói e é uma forma de violência. 

O que nós mulheres, representadas por estas instituições, esperamos é que possamos ser tratadas com o devido respeito e igualdade dentro destes espaços que consideramos como sendo um porto seguro para nós diante de tantas desigualdades, falta de respeito e violência de todas as formas que sofremos nesta nossa caminhada. 

Desejo a todas nós que nossa força nunca se esgote e que onde quer que estejamos lutando possamos enxergar em outra mulher uma companheira que possamos ser sempre solidárias!!!  
 

Mara Meiry é Secretária da Mulher da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística da CUT (CNTTL) e diretora do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina).

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: