Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes

Marrocos: Secretária da Mulher na CNTTL participa de Conferência Mundial das Trabalhadoras em Transportes da ITF

Evento reuniu 280 mulheres de 65 países, em Marrakesh, no Marrocos

Por: Viviane Barbosa, da Redação CNTTL/CUT
Publicação: 10/11/2017
Imagem de Marrocos: Secretária da Mulher na CNTTL participa de Conferência Mundial das Trabalhadoras em Transportes da  ITF

Mara e trabalhadoras em transportes estrangeiras - foto: Mara Meiry

O combate à violência no local de trabalho, o fortalecimento do poder econômico e o futuro do trabalho para as trabalhadoras em transportes foram alguns dos temas de uma Conferência Mundial, realizada pela Federação Internacional de Trabalhadores em Transportes (ITF), nos dias 7 e 8 de novembro, em Marrakesh, no Marrocos, localizado no norte da África.

A Secretária da Mulher da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística da CUT (CNTTL) e diretora do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), Mara Meiry, e a ferroviária do Sindicato dos Ferroviários do Rio de Janeiro, Janaina Fernandes, participaram dos debates da Conferência, que reuniu 280 mulheres, representando 65 países.

Mara conversou com o Portal da CNTTL/CUT e contou que o evento foi uma rica troca de experiências que enfatizou a importância do fortalecimento da organização da ITF na defesa dos direitos das mulheres trabalhadoras dos transportes.

A sindicalista ficou feliz  com a escolha do Sina para desenvolver o projeto Women’s Advocates da ITF no Brasil. “O Brasil é um país enorme com muitas diferenças regionais. Entramos em contato com mulheres dos sindicatos de servidores públicos do nordeste e dos dos bancários da região sul, que desenvolvem esse programa voltado para mulheres que sofrem violência no local de trabalho. Estamos ansiosas em implementar essas ações do Womens Advocates  no nosso país”, comemora Mara.

Discriminação racial

A dirigente da CNTTL  citou um caso lamentável de uma trabalhadora aeroviária da empresa aérea Azul que sofreu preconceito racial de um passageiro, no check-in no Aeroporto de Belo Horizonte. O episódio aconteceu em 4 de agosto de deste ano.  Segundo informações da imprensa local, o passageiro usou uma banana para fazer referência à raça da mulher, depois que ela o informou que sua bagagem poderia ser verificada com status de prioridade.

“Apresentamos na Conferência de Mulheres da ITF uma moção de repúdio contra esse fato revoltante. Embora o incidente tenha sido monitorado pela polícia local, que deteve o passageiro, a trabalhadora  não recebeu apoio após o incidente, e o passageiro não foi penalizado ou proibido pela empresa de usar seus serviços. Este caso é uma evidência de como o gênero e a dinâmica de poder se cruzam com a discriminação racial e o assédio, para ter impacto desproporcionalmente negativo sobre as mulheres. É importante denunciar e combater essa prática ilegal e criminosa", reforça Mara.


Moção apresentada pelo Sina na Conferência Mundial de Mulheres em Transportes da ITF:

Pedir às mulheres do Comitê da ITF que visitem o sindicato em questão e investiguem este caso específico, com o objetivo de se aproximar da companhia aérea, pedindo-lhe que tome as medidas apropriadas para proteger sua equipe – incluindo em lista de observação ou proibição os passageiros que violem os direitos dos funcionários em geral e das mulheres em particular, desta forma (e divulgando esse fato para passageiros);

Promover a Pesquisa de Testes de Igualdade da ITF com afiliados, com a intenção de coletar dados sobre a violência baseada no gênero no trabalho e informar os resultados na Conferência de Mulheres da ITF e no Congresso em outubro de 2018;

Informar para a próxima Conferência de Mulheres Trabalhadoras em Transportes da ITF, fazendo propostas concretas para abordar a interseção de discriminação racial e de gênero para as trabalhadoras na aviação;
Apoiar o desenvolvimento de um programa de “defensoras das mulheres”, tanto no Brasil como na região. Este programa deve se concentrar na formação de sindicalistas de aviação civil para apoiar os trabalhadores e trabalhadoras do setor na erradicação da violência racial e de gênero nos lugares de trabalho.

Sina – Sindicato Nacional dos Aeroportuários – Brasil

 

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: