Juiz de Fora (MG): Negociação dos Rodoviários com patrões no MPT não avança
Uma nova reunião será agendada no MPT
Por: Redação CNTTL com Rodoviários de Juiz de Fora
Publicação: 12/04/2017
Imagem de Juiz de Fora (MG):  Negociação dos Rodoviários com patrões no MPT não avança

divulgação

Dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Coletivo Urbano, Intermunicipal, Interestadual, Fretamento e Turismo (Sinttro/JF) participaram na terça (11)  de audiência com os patrões no Ministério Público do Trabalho (MTP) da cidade para tratar do impasse na Campanha Salarial da categoria.

Segundo o Sindicato, na ocasião, os empresários ofereceram a proposta de 300 reais no tíquete refeição  e 6% de reajuste salarial.

A oferta foi recusada pela bancada dos trabalhadores. Uma nova reunião será agendada no MPT.

Reivindicações

A categoria luta nesta Campanha para conquistar um reajuste salarial que reponha as perdas dos 12 meses da inflação do período da data-base (31 de janeiro de 2016 a 1º de fevereiro de 2017) e mais ganho real. “Depois de 20 anos de opressão, queremos recuperar a dignidade dos trabalhadores do transporte coletivo de Juiz de Fora”, reforça a direção. 

Estão em Campanha Salarial cerca de 3.500 motoristas e cobradores do transporte urbano das empresas ANSAL, Goretti Irmãos, Viação São Francisco, Viação São Miguel e São Miguel Uberlândia  de Juiz de Fora, em Minas Gerais. A data-base da categoria é 1º de fevereiro.  

 

0

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: