Vereador França defende mulheres que foram ofendidas pelo ator pornô Alexandre Frota

Diretoria do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região se solidariza com as vereadoras, o vereador França e as cidadãs sorocabanas ofendidas por Frota

Por: Com informações da Revista Fórum e da Imprensa SMetal
Publicação: 03/08/2018
Imagem de Vereador França defende mulheres que foram ofendidas pelo ator pornô Alexandre Frota

O vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região e vereador Francisco França (PT) saiu em defesa das vereadoras Iara Bernardi (PT) e Fernanda Garcia (PSOL), da cidadã sorocabana Denise Camargo e demais mulheres que estavam no plenário da Câmara Municipal de Sorocaba, nesta quinta-feira (2), após elas serem ofendidas pelo ator pornô e estuprador confesso Alexandre Frota. Assista ao vídeo.

A presença de Frota na Câmara de Vereadores se deu por convite do presidente do Legislativo vereador Rodrigo Manga (DEM), que o chamou para participar da mesa e usar a tribuna da Casa. Fato que gerou revolta nas mulheres presentes na sessão. Arrogante, o ator pornô ofendeu as mulheres que protestaram e ofendeu as vereadoras da Casa que se posicionaram contra a sua presença.

A sorocabana Denise Camargo, ativista dos movimentos feministas e negro, que estava assistindo à sessão ressaltou que o ator é machista, preconceituoso e não deveria estar na cidade, já que se autointitula estuprador.

O vereador Francisco França interpelou Frota e exigiu respeito à Casa Legislativa. O ator pornô também o insultou com palavreado de baixo calão e provocações agressivas. Frota chegou a mandar a vereadora Iara Bernardi calar a boca.

Enquanto tudo isso acontecia, o presidente da Casa vereador Manga não tomou qualquer providência para impedir as ofensas de seu convidado ao povo sorocabano e aos vereadores.

Segundo a vereadora Iara Bernardi, os vereadores não foram comunicados da presença de Alexandre Frota nesta que foi a primeira sessão após o recesso parlamentar.

"Penso que o Manga foi infeliz em trazer um elemento desse ao nosso Plenário e de permitir que ele desrespeitasse o público e os vereadores", declarou França.

A diretoria do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região se solidariza com as vereadoras Iara e Fernanda, com o vereador França e com as cidadãs sorocabanas ofendidas pelo ator pornô e estuprador confesso Alexandre Frota e exige uma reparação imediata.

Estupro e drogas

Em 2005, Alexandre Frota foi indiciado por associação ao tráfico de drogas. No episódio, jovens traficantes presos pela polícia afirmaram que Frota era o comprador de uma encomenda de drogas, razão pela qual os jovens estavam em posse de R$ 2.700,00 em dinheiro. O ator pornô já sofreu com dependência química.

Em 2015, o ator pornô confessou no programa de TV "Agora é Trade", comandado por Rafinha Bastos, na rede Bandeirantes, que estuprou uma mãe de santo. Falou abertamente que fez a mulher desmaiar ao forçá-la a manter relações sexuais sem o seu consentimento.

Frota contou que foi se consultar com uma mãe de santo para "tirar olho gordo" e quando estava sozinho com ela dentro da sala onde o atendimento seria realizado se aproximou da mãe de santo e confessou sua vontade de transar. Como a mulher não respondeu, ele prosseguiu.

"'Eu não acredito nessas coisas, mas queria te dar um pega.' Ela não falou nada, então pensei: 'vou comer'", contou Frota. Ele disse que "colocou o boneco para fora" e, segurando a mulher pela nuca, de quatro, começou a ter relações sexuais enquanto as amigas da mãe de santo batiam na porta para perguntar se estava tudo bem.

Em determinado momento, segundo confessou o ator pornô no programa de TV, ele percebeu que tinha feito tanta pressão no pescoço da vítima que ela estava desmaiada. Só aí ele decidiu interromper o ato sexual e largou a mulher caída no chão. Segundo Frota, ele falou às pessoas do terreiro que ela havia caído e "ficado ali". Tudo isso ele contou em rede aberta de televisão!

Mais recentemente, Alexandre Frota processou a ex-ministra e ex-chefe da Secretaria de Política para Mulheres no governo Dilma Roussefd (PT), Eleonora Menicucci, por ela ter acusado-o de apologia ao estupro.

Durante um programa de TV, Eleonora criticou o fato do ministro da Educação no governo Michel Temer (MDB) Mendonça Filho, logo após o impeachment de Dilma Rousseff, ter recebido o ator pornô Alexandre Frota para ouvir seus "conselhos" sobre educação. Eleonora lembrou que Frota declarou que fez sexo com uma mãe de santo desacordada. "Frota não só assumiu ter estuprado uma mulher, mas também fez apologia ao estupro", disse a ex-ministra.

Eleonora perdeu o processo em primeira instância, mas ganhou em segunda instância.

Ao perder o processo, Alexandre Frota criticou a postura do juiz. "Terminou agora a audiência e, como a gente já esperava, eu fui julgado por um juiz ativista do movimento gay. O juiz não julgou com a cabeça, julgou com a bunda", disse Frota por meio de vídeo divulgado nas redes sociais.

Com informações da Revista Fórum e da Imprensa SMetal

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: