Pressão contra fim da aposentadoria é intensificada

CUT disponibiliza memes com foto e informações de deputados favoráveis e indecisos à reforma para serem impressos e utilizados nas redes sociais

Por: CUT
Publicação: 06/02/2018
Imagem de Pressão contra fim da aposentadoria é intensificada

Alex Capuano/CUT

Com o fim do recesso parlamentar e a volta dos deputados às atividades no Congresso Nacional, na segunda-feira (5) a militância cutista foi para as ruas e redes sociais intensificar a pressão contra a votação da reforma da Previdência, que acaba com a aposentadoria de milhões de brasileiros e brasileiras.

Durante a madrugada, centenas de manifestantes se reuniram em diversos aeroportos do País para abordar os deputados que estavam embarcando para  Brasília. O recado, que já está bem claro para os parlamentares, foi reforçado: se eles votarem a favor da reforma, não serão eleitos este ano - a maioria tentará a reeleição.

Nas redes sociais, a pressão também foi intensificada. No Twitter, a hastag #QuemVotarNãoVolta ficou entre os três assuntos mais comentados durante toda manhã. O governo, que tentou emplacar a hastag #TodosPelaReforma no mesmo momento, só conseguiu apoio das páginas institucionais dos Ministérios, comandadas por seus subordinados. O povo, que se apropriou da hastag, deixou claro para o governo que a opinião pública já entendeu que não se trata de reforma, mas sim do desmonte da Previdência.

Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, a pressão sobre os parlamentares em suas bases eleitorais foi decisiva, até agora, para impedir que o governo ilegítimo e golpista de Michel Temer (MDB-SP) alcançasse a exigência mínima de 308 votos do total de 513 deputados para aprovar a impopular reforma da Previdência.

“A pressão intensa feita por nossos sindicatos nas bases eleitorais dos deputados, nos aeroportos e nas praças públicas, foi o que barrou até agora a entrada da medida na pauta de votação da Câmara”.

E em ano de eleição, diz Vagner, “ninguém vai querer ser enterrado politicamente junto com Temer, o mais impopular e rejeitado presidente que o Brasil já teve”.

Pressão total

Para ajudar na batalha nas redes sociais e nas ruas contra mais esse retrocesso, a CUT está disponibilizando na segunda-feira (5) memes com foto e informações de cada parlamentar, que poderão ser impressas e usadas nos atos, como nos aeroportos, e utilizados nas redes sociais, como Facebook, Twitter, Instagram e Whatsapp.
 
São 366 memes – 195 de deputados que estão indecisos e 171 dos que estão com Temer pelo fim da aposentadoria.

Ao acessar o link, duas pastas estarão disponíveis, com a lista dos deputados favoráveis à reforma e dos indecisos, separados por estado. Acesse a pasta agora e ajude a aumentar a pressão.
 

Na pressão 
 
site Na Pressão, lançado em junho de 2017 e que permite contatar os parlamentares por e-mail, mensagens, telefone ou redes sociais, é outra ferramenta criada pela CUT para auxiliar na pressão aos deputados.

O site possibilita enviar, de uma só vez, e-mail para todos os parlamentares indecisos ou a favor da reforma do ilegítimo Temer pelo link "Ativar Ultra Pressão".
 
Ao clicar na foto individual do parlamentar, é possível acessar informações completas, como partido, estado e até mesmo contato para envio de mensagens por meio do whatsapp.
 

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: