SP: Aeroviários e aeronautas realizam primeira rodada de negociação da Campanha Salarial com as empresas aéreas

Data base das categorias é 1º de dezembro

Por: Vanessa Barboza, Redação CNTTL
Publicação: 10/10/2017
Imagem de SP: Aeroviários e aeronautas realizam primeira rodada de negociação da Campanha Salarial com as empresas aéreas

Foto: divulgação

Foi realizada nesta segunda-feira (9), a primeira rodada de negociação da Campanha Salarial dos Aeronautas e Aeroviários 2017 entre a Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (FENTAC), a Federação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aéreos (FNTTAA)  e o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA).  A reunião aconteceu no Ibirapuera Tower, em São Paulo.

Neste ano, a negociação da Campanha Salarial vai acontecer  em conjunto entre as duas Federações. A pauta de reivindicações das categorias foi entregue  há quase 15 dias e o  SNEA disse na rodada de hoje que ainda está avaliando "cuidadosamente todos os pontos". “Nosso desejo é que as negociações sejam encerradas antes da data-base das categorias, 1º de dezembro”,  pontuou o presidente do Sindicato patronal, Ronaldo Bento Trad.

Para a FENTAC, o sentimento da primeira rodada é de frustração, pois a bancada patronal não apresentou nenhuma proposta, já que a pauta foi entregue, no dia 22 de setembro, e nem o calendário de negociação.

Manutenção dos direitos

Durante a rodada, o presidente da FENTAC, Sergio Dias, destacou que a principal preocupação nesta Campanha é com a manutenção dos direitos. “O país vive um cenário de incertezas trazidas pela Reforma Trabalhista, diante disso, essa negociação precisa ser justa com os trabalhadores”,  ressaltou.

Outro ponto salientado pelo sindicalista foi a recuperação econômica no setor da aviação, que mesmo sendo um aspecto positivo, tem afetado negativamente os trabalhadores na aviação civil. “As demissões e as terceirizações têm acontecido de forma profunda e isso é preocupante”,  ressaltou Dias.

Unidade

O presidente da FENTAC frisou também que mesmo com a entrada em vigor da nova Lei do Aeronauta, que prevê algumas medidas protetivas para a categoria como a não  terceirização do trabalho dos tripulantes, a unidade dos trabalhadores prevalecerá  nesta Campanha Salarial. A lei está prevista para entrar em vigor no dia 27 de novembro.

Calendário

Na reunião desta segunda (9), ficou definido que as rodadas de negociação deverão acontecer de  forma alternada, na FENTAC, na FNTTA e no SNEA.  A bancada patronal enviará a proposta de calendário de reuniões para as entidades até a próxima segunda-feira (16). Diante disso, a próxima rodada ainda não tem data definida.

Reivindicações

Neste ano, os  aeronautas e aeroviários reivindicam a reposição integral da inflação da data-base, 1º de dezembro,  e ganho real (produtividade) que totaliza 5% nos salários, pisos, diárias de alimentação (exceto internacionais), vale-alimentação,  seguro de vida e  no vale-refeição.

Aeronautas

Entre as cláusulas sociais, as principais reivindicações da categoria são: fim do limite de assentos para o Passe Livre; passe Livre nos ônibus das empresas para deslocamento entre aeroportos; cursos e reuniões obrigatórias deverão constar das escalas e ser remunerados na mesma base da hora de reserva; 11 folgas mensais para tripulantes que voam widebody; período oposto com dez folgas consecutivas (dentro das regulamentares) seis meses após o retorno das férias; fim do teto para pagamento do vale alimentação; prazo de cinco dias de antecedência para publicação das escalas durante todo o ano; pagamento do período de tempo de solo entre etapas; garantia de estabilidade de 90 dias após retorno do INSS; garantia de franquia de bagagens para tripulantes em escala ou no uso do Passe Livre (sem cobrança); homologação de termo de rescisão nas representações do Sindicato Nacional dos Aeronautas  para  tripulantes com mais de um ano de contrato.

Aeroviários

Entre as principais reivindicações estão: garantia de creche ao pai aeroviário; garantia de emprego ou salário à empregada que sofrer aborto; falta abonada para o aeroviário atleta; pagamento do Auxílio Maquiagem para as aeroviárias; implementação de Campanhas contra assédio moral, sexual, homofobia e discriminação;auxílio acidente e subsídio de medicamentos em casos de acidente no trabalho.

Data-base

A data-base das categorias é 1º de dezembro e estarão em Campanha cerca de  70 mil  aeronautas e aeroviários da base da FENTAC.

Transportando CNTTL-CUT
Secretário Nacional de Comunicação: José Carlos da Fonseca - Gibran
Agência: Mídia Consulte Comunicação

Editora:Viviane Barbosa MTB - 28121 
Redatora: Vanessa Barboza MTB-74572
Assessoria de Comunicação: Mídia Consulte 
Redação: Imprensa /CNTTL :: Transportando o Brasil 
Siga-nos: http://www.twitter.com/cnttcut
Flickr: http://www.flickr.com/photos/cnttcut/

Mídia

Canal CNTTL

+ Vídeos

Cobertura Especial

Parceiros

Boletim Online

Nome:
Email: